Renault Kwid é o primeiro carro elétrico abaixo de R$ 100 mil


Montadora francesa reduziu preço semanas antes da estreia do BYD Dolphin Mini
Renault Kwid é o primeiro carro elétrico abaixo de R$ 100 mil
Kwid E-Tech teve preço reduzido para encarar futuro rival Dolphin Mini

Por Vitor Matsubara

A Renault resolveu baixar ainda mais o preço do Kwid E-Tech. Com isso, o hatch agora custa R$ 99.990 e é o primeiro carro elétrico vendido no país por menos de R$ 100 mil.

Esta é a terceira redução realizada pela Renault em menos de um ano. A primeira aconteceu em agosto de 2023, após a estreia do BYD Dolphin, que foi lançado por R$ 149.800. Era praticamente o mesmo valor que a marca francesa pedia pelo Kwid elétrico, que chegou ao valor máximo de R$ 149.990 – o hatch foi lançado por R$ 142.990.


VEJA MAIS:
– Stellantis nega planos de fusão com Renault
– Vendas da Renault voltam a crescer após quatro anos


À época, a resposta foi baixar o preço para R$ 139.990. Em novembro, nova redução fez o Kwid E-Tech ser vendido por R$ 123.490.

Assim como aconteceu lá atrás, foi justamente um modelo da BYD que motivou o terceiro reajuste. A iminente estreia do Dolphin Mini, cujo preço inicial deve ser de R$ 99.800, fez a Renault se antecipar, talvez na tentativa de aumentar as vendas antes da chegada do seu rival.

Fabricado na China

O Kwid E-Tech tem motor elétrico de 65 cv e torque de 11,5 kgfm. A autonomia é de 185 km de acordo com o ciclo PBEV.

O modelo é importado da China em versão única de acabamento. Além do Kwid, a Renault também vende as versões elétricas de Kangoo e Megane.

Fonte: Automotive Business

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO