Popularidade do PIX impacta a transformação digital da economia

Fim das transferências via DOC acompanha o avanço tecnológico nos meios de pagamento, uma das bandeiras da FecomercioSP
Popularidade do PIX impacta a transformação digital da economia
O PIX conquistou a preferência de 158 milhões de brasileiros (Arte: TUTU)

Em mais um movimento para a transformação digital da economia, as instituições financeiras de todo o País deixaram de fazer transferências via Documento de Ordem de Crédito (DOC), tanto para pessoas físicas quanto para jurídicas. Também estão descontinuadas as operações de Transferência Especial de Crédito (TEC) feitas exclusivamente por empresas para pagamento de benefícios a funcionários. As mudanças ocorrem em razão da queda no número de transações.

O valor máximo permitido para essas movimentações via DOC (com a possibilidade de taxas variáveis) ou TEC era de R$ 4.999,99. Quanto ao tempo, o DOC era efetivado um dia após o recebimento da ordem de transferência pelo banco, ao passo que a TEC era concluída, no máximo, até o fim do dia da ordem.

Essas modalidades de pagamento começaram a perder espaço com o lançamento do PIX, em novembro de 2020. Levantamento realizado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), com base em dados do Banco Central (Bacen), revela que as transações via DOC não figuram entre os cinco principais meios de pagamento utilizados em 2023. 

MODALIDADE  NÚMERO DE TRANSAÇÕES
PIX      17,6 bilhões
Cartão de crédito  8,4 bilhões
Cartão de débito 8,4 bilhões
Boleto 2,09 bilhões
TED   448 milhões
Cheque 125 milhões
DOC     18,3 milhões

Fonte: Bacen

Vantagens

O PIX conquistou a preferência de 158 milhões de brasileiros. Além de ser fácil de usar, com movimentação de recursos mediante poucos dados, o PIX oferece disponibilidade instantânea de recursos.

Essa tecnologia, que se popularizou nas transferências entre pessoas físicas, tem crescido mensalmente entre o meio empresarial, representando 36% do total de operações em dezembro de 2023, na comparação com 24% no ano anterior, segundo o Bacen.

SAIBA MAIS

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) enfatiza os benefícios para os empresários, já que o recebimento quase em tempo real dos recursos melhora o fluxo de caixa e reduz a dependência da antecipação de recebíveis. O PIX também impacta a experiência do cliente, permitindo estratégias de fidelização, como descontos e frete grátis no comércio eletrônico. 

A Entidade apoia as inciativas a favor da transformação digital e reforça a necessidade da ampliação de segurança para os usuários. Além de conteúdos orientativos, a Federação enfatiza a importância da participação do setor privado nas discussões com a autoridade monetária sobre a implementação de novos mecanismos de pagamento, de forma que estejam alinhados às necessidades dos setores de Comércio, Serviços e Turismo, visando à privacidade e à proteção de dados e viabilizando negócios inovadores e os desenvolvimentos econômico e social.

Guia PIX

A FecomercioSP reuniu, em um e-book, tudo o que os empreendedores precisam saber para potencializar os negócios utilizando o mecanismo inovador. O Guia PIX está disponível no Fecomercio Lab. Confira o material completo.

Fonte: FecomercioSP

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGO DO VAREJO