Os dez carros 100% elétricos mais baratos do Brasil


Preços ainda são salgados para o bolso dos consumidores, mas variedade de modelos está aumentando (Por Victor Bianchin, AB)
Os dez carros 100% elétricos mais baratos do Brasil

Se você leu nossa matéria sobre quanto custa ter um carro elétrico no Brasil, sabe que, com a falta de políticas de incentivo por parte do governo brasileiro, o maior entrave para a disseminação dos VEs ainda é o preço. Em junho do ano passado, fizemos uma lista com os 10 carros 100% elétricos mais baratos do Brasil naquela época. Um ano se passou e as coisas mudaram. 

Vamos lá: o JAC iEV20 (1o lugar) saiu de linha depois de dois anos e deu lugar ao E-JS1. O Caoa Chery Arrizo 5e (2o lugar) teve sua família descontinuada, mas, em teoria, ainda está em linha. A própria Caoa não confirmou a informação até o fechamento, por isso não o incluímos nesta lista. O JAC iEV40 (3o lugar) continua na lista, mas caiu duas posições.

Renault Zoe E-Tech (4o lugar) também continua na lista, mas agora apenas na versão Intense. O JAC E-JS4 (5o lugar) também permanece, mas cai para a nona posição. O Chevrolet Bolt Premier (6o lugar) foi substituído pelo Novo Chevrolet Bolt, que chegou ao Brasil no final do ano passado por R$ 317 mil. O Nissan Leaf (7o lugar) continua no mercado, mas o preço o colocou para fora desta lista (ele ficaria em 12o). E, com a tendência de diminuição dos preços dos modelos elétricos, o JAC iEV330P (8o), o BMW i3 (9o) e o Jaguar I-Pace S (10o) ficaram caros demais para entrar na lista.

Confira a lista atualizada para junho de 2022:

1) iCar (R$ 139.990)

Autonomia: 282 km
Motor: 45 kW (61 cv) 

Esta é a quarta geração do modelo subcompacto chinês, mas a primeira que chega aqui. Segundo a Caoa, o iCar já teve mais de 200 mil unidades vendidas e é hoje o mais emplacado de seu segmento no mercado chinês. Começa a ser vendido no Brasil no final deste mês de junho.

Para chegar ao mercado brasileiro, o iCar recebeu adaptações exclusivas na suspensão, além de adaptações no motor. O modelo tem bateria com capacidade total de 30,8 kWh, com sete estágios de regeneração de energia, e classificação IP67 em relação ao grau de proteção. Também possui motor com potência máxima de 45 kW (61 cv) e torque máximo de 15,3 kgf.m (150 Nm).

Entre as características estão painel de instrumentos digital com tela de 10,25”, bancos dianteiros com regulagem elétrica, monitor de pressão e temperatura dos pneus, câmera traseira e sensor de estacionamento, freios a disco e suspensão independente nas 4 rodas e air bag duplo frontal, além do controle de estabilidade e freio eletrônico AutoHold.

2) Renault Kwid E-Tech (R$ 146.990)

Autonomia: 265 km
Motor: 48 kW (65 cv)

Após esgotar seu primeiro lote, com 750 unidades, este modelo ficou R$ 4 mil mais caro. Único problema é a demora: quem comprar no segundo lote só vai receber o modelo no último trimestre de 2022.

Embora, de modo geral, ainda seja um modelo caro (não é todo mundo que tem R$ 150 mil sobrando), é a grande aposta da Renault em um carro elétrico “popular” e voltado à classe média. Na Europa, o Kwid E-Tech é chamado de Dacia Spring e é o carro elétrico mais barato do continente.

3) JAC E-JS1 (R$ 159.900)

Autonomia: 302 km
Motor: 30 kWh (62 cv)

A Jac promete que o E-JS1 é o elétrico mais econômico do Brasil, custando R$ 7 por cada quilômetro rodado. Este é o primeiro veículo a chegar ao Brasil como resultado da parceria entre a Jac e a Volkswagen, que adquiriu 50% da montadora chinesa em 2020. É um modelo compacto, voltado para deslocamentos urbanos, com direção suave e diferenciais como controles de estabilidade e tração.

4) JAC E-JS1 EXT (R$ 174.900)

Autonomia: 300 km
Motor: 30 kWh (62 cv)

Esta é a versão off-road do E-JS1. O motor é o mesmo, mas ele tem uma suspensão 50 mm mais alta, o que aconteceu devido à troca de molas, amortecedores, pneus de uso misto e rodas. Também é 1 cm mais alto que o JAC iEV20, seu antecessor, e carrega algumas diferenças estéticas: barras longitudinais no teto, novas rodas de liga leve (aro 14, com pneus de uso misto 175/70 R14) e faixa lateral decorativa, além da inscrição “E-JS1 EXT” na tampa traseira.

5) JAC iEV40 (R$ 189.900)

Autonomia: 300 km
Motor: 115 cv

O iEV40 é a opção de SUV da Jac, considerado a versão elétrica do T40. Se destaca pelo seu amplo espaço interno e pelo porta-malas de 430 litros. Vai de 0 a 100 km/h em 12 segundos e atinge a velocidade máxima de 130 km/h. Conta com assistência para rampas, freios ABS com EBD, alerta sonoro para pedestres, sensor de estacionamento, central multimídia e outros benefícios. O alto torque garante uma aceleração rápida.

6) Renault Zoe E-Tech Intense (a partir de R$ 239.990)

Autonomia: 385 km
Motor: 135 cv

Este é um modelo que também estava na lista do ano passado, embora esteja mais caro agora, uma vez que a versão E-Tech Zen não está mais disponível. A versão 2022 do hatch traz faróis full LED com novo formato, para-choque dianteiro e grade redesenhados, lanternas em LED com luzes de seta dinâmicas e desenho inédito das rodas de 16”. A autonomia é o grande destaque do carro, apesar de ser menor que o anunciado caso o uso seja misto.

Traz de fábrica sensor de pontos cegos, sensor de chuva, câmera de ré, faróis com acendimento automático, controle de estabilidade, assistente de saída em rampa, monitoramento da pressão dos pneus, retrovisor eletrocrômico, sensores de estacionamento na dianteira e traseira e quatro airbags.

7) Peugeot e-208 GT (R$ 241.990)

Autonomia: 340 km
Motor: 100 kW (136 cv)

A primeira opção 100% elétrica da Peugeot no Brasil é um hatch que chega para concorrer com o 500e e o Nissan Leaf. Apresenta painel de instrumentos digital com display de 10” , central multimídia com tela de 7”, faróis e lanternas full-LED, seis airbags, ar condicionado digital e automático, sensores de chuva e de luz, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, controle de cruzeiro, assistente de permanência em faixa, rodas de liga leve de 16” diamantadas, bancos e volante revestidos em couro, freio de estacionamento elétrico, frenagem automática de emergência, teto panorâmico, carregador wireless para smartphones e mais.

Quando foi lançado no Brasil em setembro de 2021, o Peugeot 208 e-GT custava R$ 244.900, mas depois teve o valor reajustado para R$ 265.990. Em maio deste ano, com a chegada da linha 2023, o modelo teve o preço reduzido para R$ 241.990.

8) Mini Cooper SE Exclusive (R$ 248.590)

Autonomia: 236 km
Motor: 184 cv

Produzido no Reino Unido, este carro é a versão elétrica do modelo compacto de três portas e é voltado ao deslocamento urbano. Possui itens de série como teto solar duplo, painel digital de 5”, central multimídia touchscreen com tela de 8,8”, ar-condicionado digital dual-zone, faróis Full LED adaptativos, rodas de 17”, câmera de ré e Apple CarPlay, entre outros mimos.

Está disponível em três versões (SE Exclusive, SE Top e SE Top Collection). No ano passado, o Exclusive era vendido por R$ 239.990, mas houve aumento este ano. A empresa espera que 60% do total das vendas no Brasil em 2022 sejam de elétricos.

9) Fiat 500e Icon (R$ 255.990)

Autonomia: 320 km
Motor: 118 cv

Este é o primeiro carro elétrico da Fiat no mundo. É um modelo subcompacto vendido em versão única, que chegou por aqui em 2021. Todos os itens são de série: sensor de chuva, câmera de ré, teto solar elétrico, faróis full LED automáticos (incluindo facho alto), luz de circulação diurna, lanternas de LED, central multimídia com tela de 10,25”, espelhos retrovisores internos com desembaçador, 6 airbags, carregador de smartphones por indução, e quadro de instrumentos digital com tela de 7”. 

10) JAC EJS-4 (R$ 256.900)

Autonomia: 420 km
Motor: 150 cv

Este SUV é a versão elétrica do JAC T60 e já constava na nossa lista do ano passado, onde aparecia em quinto lugar. Possui teto solar panorâmico, bancos em couro, central multimídia com tela de 10,25”, ar-condicionado automático digital, piloto automático e i-Pedal que regenera energia a partir de frenagens involuntárias. A grande vantagem é ter o espaço e o conforto de um SUV pelo mesmo preço de carros bem menores, como o Zoe e o 500e.

Fonte: Automotive Business

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO