Brasil compra mais autopeças chinesas e japonesas

Altas no bimestre foram, pela ordem, de 18,3% e 29,8%. Em contrapartida, as vendas para a Argentina caíram 19,4%
Brasil compra mais autopeças chinesas e japonesas

Por Alzira Rodrigues

No embalo da alta por veículos chineses no mercado brasileiro, também aceleram neste início de ano as importações de autopeças do país asiático.

Balanço publicado pelo Sindipeças mostra compras da ordem de quase US$ 560 milhões na China no primeiro bimestre, elevação de 18,3% sobre os R$ 472,8 milhões do mesmo período de 2023.

A China responde por 18,3% do total de autopeças embarcado para o Brasil, seguida dos Estados Unidos, com 11%. Nesse caso, a alta interanual foi de apenas 2%, de US$ 324,5 milhões para US$ 331 milhões.

LEIA MAIS

Déficit comercial das autopeças cresce neste início de ano

Também cresceram as compras no Japão, de US$ 228,8 milhões para US$ 297 milhões, acréscimo de expressivos 29,8%. Já as importações provenientes da Alemanha e México recuaram, respectivamente, 12,3% e 8,4% (veja tabela abaixo).

No total, as importações somaram US$ 3 bilhões nos dois primeiros meses do ano, exprimindo variação positiva de 3,4% em relação ao mesmo período do ano anterior (US$ 2,9 bilhões). Como as exportações caíram, o déficit comercial cresceu 17,8% no mesmo comprativo, para US$ 1,9 bilhão.

Exportações

Enquanto as importações crescem, as exportações desaceleram neste início de 2024. As vendas para outros países acumularam US$ 1,2 bilhão no primeiro bimestre, queda de 13,3% em comparação ao mesmo período de 2023 (US$ 1,4 bilhão).

“A crise econômica na Argentina, evidenciada pela forte restrição cambial, tem particularmente afetado as relações com os parceiros comerciais”, informa o Sindipeças em seu relatório da balança comerciais.

Dos cinco principais parceiros do Brasil, só o México comprou mais nos primeiros dois meses deste ano – alta de 3,3%, de US$ 137,8 milhões para US$ 142,3 milhões.

Já a Argentina reduziu as aquisições de autopeças brasileiras em 19,4%, de US$ 452,7 milhões para US$ 365 milhões, e os Estados Unidos em 0,4% de US$ 212,3 milhões para US$ 213,2 milhões. As vendas para a Alemanha caíram 18,3%, para US$ 75,3 milhões.

IMPORTAÇÕES DE AUTOPEÇAS POR PAÍS (US$)

País                   1º bi 2024                     1º bi 2023           Var (%)         Part. (%)

CHINA              559.410.335                   472.781.840          18,3                  18,5
EUA                   331.078.772                   324.560.439          2,0                   11,0
JAPÃO              296.964.612                   228.817.607           29,8                 9,8
ALEMANHA    282.109.162                    321.525.533         -12,3                 9,3
MÉXICO           208.279.231                   227.277.332           -8,4                 6,9

EXPORTAÇÕES DE AUTOPEÇAS POR PAÍS (US$)

País                      1º bi 2024                     1º bi 2023         Var (%)    Part. (%)

ARGENTINA    364.898.011                       452.766.481           -19,4                   31,1
EUA                    212.339.303                        213.198.173            -0,4                   18,1
MÉXICO            142.359.723                        137.849.333             3,3                  12,1
ALEMANHA       75.289.393                         92.132.884           -18,3                  6,4
COLÔMBIA         36.414.824                        50.591.753            -28,0                  3,1

Fonte: AutoIndústria – Foto: Divulgação/Chery

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGO DO VAREJO