Segmento de motos segue aquecido neste início de ano


É o único entre todos os segmentos representados pela Fenabrave que teve crescimento em janeiro sobre dezembro
Segmento de motos segue aquecido neste início de ano

Por Alzira Rodrigues

O segmento de motocicletas foi o único entre todos os representados pela Fenabrave a registrar desempenho positivo em janeiro com relação a dezembro. É um movimento totalmente atípico no setor automotivo, que explode em vendas  nos finais de ano e desaquece por completo quando outro ciclo se inicia.

Conforme dados divulgados esta semana pela Fenabrave, foram emplacadas 143.327 motos em janeiro, volume 7,9% maior do que o registrado em dezembro (132.752). Sobre janeiro do ano passado, quando foram licenciadas 118.341 motos, a expansão é de expressivos 29,6%.

LEIA MAIS

Em janeiro, venda supera 152 mil carros e comerciais leves

Motos são a nova fronteira global de serviços e sistemas de conectividade

Segundo a entidade que representa os concessionários autorizados, o setor vem sendo beneficiado por um conjunto de fatores neste início de 2024.

“Houve a retomada da produção, que enfrentou desafios por conta da seca no Norte do País, ao mesmo tempo em que o crédito para o segmento começou a ter maior fluidez na aprovação dos cadastros”, revelou o presidente da Fenabrave, José Majurício Andreta Jr.

O índice de aprovação atualmente está em 40%, índice que na maior parte de 2023 manteve-se abaixo dos 30%, ou seja, dos pedidos de financiamentos encaminhados, menos de 1/3 era liberado.

Com relação as motos eletrificadas, houve retração nos indicadores em janeiro de 2024. “É um mercado ainda incipiente, dando seus passos iniciais. Dado ao ainda baixo volume de emplacamentos (510 unidades no mês), é comum essa volatilidade”, explica Andreta Jr.

Fonte: AutoIndústria – Foto: Pixabay

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO