Produção de caminhões quase dobra em janeiro


Anfavea aponta o começo da volta à normalidade do segmento após período retraído com a vigência do Proconve P8
Produção de caminhões quase dobra em janeiro

Por Décio Costa

A produção de caminhões inicia o ano em ritmo de retomada depois passar por 2023 com sucessivas quedas nas atividades. Em janeiro, saíram das linhas de montagem 7,9 mil unidades, o volume representou uma queda de 4% em relação a dezembro, mas 96,1% superior ao mesmo mês do ano passado.

Para a Anfavea, o desempenho apresentado sinaliza um novo momento para indústria de caminhões, no qual a recuperação é a principal expectativa.

LEIA MAIS

→Mercado de caminhões começa 2024 em baixa de 20%

→Proconve P8 limitou desempenho do segmento de caminhões em 2023

“O segmento começa a virar a página de um ano que foi muito difícil, devido ao impacto do Proconve P8, com a maior parte dos emplacamentos de veículo produzidos ainda em 2022”, resumiu Márcio de Lima Leite, presidente da Anfavea, durante apresentação do balanço do setor automotivo na quinta-feira, 8.

De acordo com os cálculos da associação, em torno de 50% dos licenciamentos de caminhões do ano passado (108 mil) foram de modelos produzidos em 2022. Ou seja, veículos dotados da tecnologia da geração anterior, que atendia o Proconve P7.

O ano passado, ainda se acordo com a Anfavea, começou com 68 mil caminhões P7 em estoque. A baixa demanda por veículos fabricados em 2023, desencadeou sucessivas suspensões temporárias da produção em diversas montadoras.

Outro dado que reforça o movimento de retomada se apresenta na participação dos emplacamentos de caminhões na produção de janeiro. No mês passado, 2,8% das 8,2 mil unidades licenciadas foram de veículos produzidos em 2024, quando historicamente o índice é 2,2%.

Fonte: AutoIndústria – Foto: Mercedes-Benz/Divulgação

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO