Pirelli lança etiqueta para identificar pneus com materiais sustentáveis

Estreia mundial acontece com P Zero E, contendo mais de 55% de materiais de origem biológica e reciclada
Pirelli lança etiqueta para identificar pneus com materiais sustentáveis

A Pirelli criou uma nova etiqueta para identificar pneus que contêm pelo menos 50% de materiais de origem biológica e reciclada. A nova marcação – que representa duas setas em um círculo e será adotada em novos produtos – reforça o compromisso da Pirelli com o meio ambiente, mantendo o alto nível de desempenho e segurança inerente a cada pneu produzido pela empresa italiana. Esta nova etiqueta é também uma indicação clara para os clientes, permitindo a escolha de pneus mais sustentáveis.

A mais nova marcação da Pirelli foi usada pela primeira vez no P Zero E. Este pneu contém mais de 55% de materiais de origem biológica e reciclados em toda a gama, conforme certificado pelo Bureau Veritas: líder mundial na verificação de conformidade e certificação em normas de qualidade, meio ambiente, saúde, segurança e responsabilidade social (ISO14021). A verificação de materiais eco compatíveis continuará a ser padrão em todos os produtos futuros que adotarem a nova etiqueta.

Giovanni Tronchetti Provera, diretor de Sustentabilidade e Mobilidade Futura da Pirelli, disse: “Por vários anos, a Pirelli reduziu consistentemente seu impacto ambiental. Uma política confirmada por todos os principais índices de sustentabilidade, que reconheceram nosso compromisso e transparência em termos de resultados e ethos. Por esta razão, por exemplo, indicamos a percentagem de materiais sustentáveis dizendo “pelo menos” em vez de “até”. Vamos agora continuar neste caminho, que os nossos parceiros fabricantes de automóveis também reconhecem e apreciam.”

O caminho da Pirelli para reduzir o impacto ambiental inclui o uso cada vez maior de materiais sustentáveis. O objetivo inicial da Pirelli, originalmente previsto para 2025, já foi alcançado dois anos antes graças ao P Zero E. A próxima etapa, prevista para linhas de produtos selecionadas até 2030, prevê o uso de pelo menos 60% de materiais de origem de base biológica e 12% reciclados, com menos de 30% de ingredientes de origem fóssil. A Pirelli pretende melhorar regularmente essas metas graças à inovação tecnológica de todos os diferentes departamentos envolvidos no desenvolvimento de pneus.

Estas inovações iniciam um caminho virtuoso tanto em nível quantitativo – graças a percentagens cada vez mais elevadas de materiais sustentáveis – como qualitativo, através da certificação das cadeias de abastecimento, seguindo padrões internacionais.

Em 2021, por exemplo, a Pirelli foi a primeira a produzir um pneu certificado FSC (Forest Stewardship Council) que usa borracha natural e rayon FSC. Como resultado, os clientes tiveram a garantia de que todos os materiais provenientes das florestas vieram de plantações que promovem a diversidade biológica, ao mesmo tempo em que trazem sustentabilidade econômica para a vida das comunidades e dos trabalhadores locais.

O principal desafio no desenvolvimento do novo P Zero E foi combinar a necessidade de sustentabilidade com o alto desempenho exigido de um pneu de alta performance (UHP). Este objetivo foi alcançado graças a estes novos materiais, que incluem:

LIGNINA

A lignina vem de resíduos da indústria de papel e celulose. A lignina contribui para a durabilidade dos pneus e para a redução na resistência ao rolamento.

SILICA DE CINZAS DE CASCA DE ARROZ

A sílica de cinzas de casca de arroz deriva de resíduos do cultivo de arroz. A sílica é amplamente utilizada em compostos da banda de rodagem para obter um alto nível de desempenho em condições molhadas. A sílica de cinzas de casca de arroz é um bom substituto para a sílica de origem fóssil em tais aplicações de banda de rodagem.

NEGRO DE FUMO CIRCULAR

O negro de fumo circular deriva do óleo de pirólise de pneus em fim de vida. A pirólise é uma forma de evitar a eliminação em aterros de pneus em fim de vida. O negro de fumo é usado em compostos de borracha para otimizar a estabilidade, resistência e durabilidade dos pneus.

POLÍMEROS BIOCIRCULARES

Os polímeros biocirculares são feitos de monômeros derivados de óleos de cozinha usados ou óleo de pirólise de pneus. Eles são substitutos para polímeros de origem fóssil.

BORRACHA NATURAL

A borracha natural é obtida a partir do látex da Hevea Brasiliensis, a seringueira. Trata-se de um material 100% derivado da biomassa.

BIORESINA

As bioresinas são plastificantes derivados da biomassa vegetal, como sementes de plantas (girassol ou canola) ou resinas de base florestal. As bioresinas são ingredientes versáteis, proporcionando um melhor equilíbrio entre o desempenho seco e úmido.

RAYON

Rayon é um reforço têxtil de um pneu, com fibras derivadas da celulose.

Mais informações no vídeo: New Pirelli logo identifies tyres with at least 50% sustainable materials – YouTube

www.pirelli.com

Mais informações
Néctar Comunicação Corporativa 
/ Assessoria de Imprensa da Pirelli
(11) 5053-5110 / imprensapirelli@nectarc.com.br
Renata Justi – (11) 99164-2113 / renata.justi@nectarc.com.br
Rian Assis – (11) 94114-0911 / rian.assis@nectarc.com.br
Daniel Fideli – (11) 97224-2320 / daniel.fideli@nectarc.com.br
Eduardo Antonialli – (11) 98346-3546 / eduardo.antonialli@nectarc.com.br

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGO DO VAREJO