Categories • Gerenciais

Vendas de veículos leves seguem travadas; 2021 pode ficar abaixo de 2020

As vendas de veículos leves em novembro seguiram travadas pela limitação da produção, causada pela falta de componentes eletrônicos, e apresentaram recuperação tímida de 6,8% sobre outubro, totalizando 160,3 mil emplacamentos, volume que ainda está quase 22% abaixo do registrado no mesmo mês de 2020, de acordo com números obtidos pela Autoinfome

No ritmo atual, será difícil superar o resultado do ano passado, comprovando que a crise global de fornecimento de semicondutores afetou mais severamente a indústria do que a pandemia, com paralisações ou redução na cadência produtiva de fábricas ainda mais longas. Fechados os números de emplacamentos de novembro, a soma é de 1,78 milhão de automóveis e utilitários leves vendidos em 11 meses, volume apenas 62 mil unidades, ou 3,6%, acima do registrado no mesmo período de 2020. 


– LEIA TAMBÉM
Fiat já é campeã de 2021, GM passa VW e fica em 2º no mês, Toyota sobe ao 4º lugar, Nissan ao 8º


Seria necessário vender 200 mil veículos em dezembro para que seja atingida a projeção mais alta feita pela associação dos fabricantes, a Anfavea, em outubro passado, que é de fechar o ano com 1,98 milhão de modelos leves emplacados, equivalente a pequeno crescimento anual de 3%. Será difícil, pois em nenhum mês de 2021 foram comercializados mais do que 177 mil unidades. 

Para ficar no zero a zero na comparação com 2020 (1,95 milhão de leves), dezembro precisa fechar com o mínimo de 175 mil vendas, o que parece mais possível se os fabricantes conseguirem contornar a falta de chips para produzir a pleno, como aconteceu no último mês do ano passado, quando foram emplacados 232,8 mil automóveis e comerciais leves, o maior volume mensal de 2020. O mais provável, portanto, é que o desempenho de 2021 seja quase igual ou até um pouco inferior ao do ano anterior, aproximando-se da previsão mais pessimista da Anfavea, de 1,9 milhão de carros e utilitários vendidos, o que equivale a baixa anual de 2%.

Com dois feriados e apenas 20 dias úteis, novembro registrou o maior volume de emplacamentos de veículos leves desde agosto, mas ficou abaixo de todos os primeiros sete meses de 2021. A média diária de emplacamentos chegou a 8 mil, 6,8% acima do registrado em outubro, que também teve 20 dias úteis. Apesar do incremento no ritmo de vendas, ainda é insuficiente para salvar o ano.

Fonte: Automotive Business

You May Also Like