Kia Stonic é o terceiro híbrido mais vendido em março


Lançado em novembro de 2021, o Stonic ficou atrás apenas dos Corollas Sedan e Cross híbridos
Kia Stonic é o terceiro híbrido mais vendido em março

Com 137 unidades licenciadas, o Kia Stonic foi o terceiro veículo híbrido mais vendido em março no mercado brasileiro, atrás apenas dos Corollas Sedan e Cross. Com esse desempenho, ainda em março, a Kia Brasil chegou à quarta posição entre todas as 21 marcas que comercializam automóveis híbridos e elétricos no País, apesar da baixa disponibilidade do modelo devido à crise global de suprimentos de semicondutores e outros insumos.

A Kia Brasil lançou oficialmente Stonic no mercado nacional em novembro do ano passado, modelo alinhado com o novo posicionamento de marca da montadora sul-coreana. Seu principal atributo, em versão única, é o motor Kappa de 3 cilindros, turbo GDI (injeção direta), de 1 litro, à gasolina, com sistema híbrido MHEV 48V (Mild Hybrid Electric Vehicle) Smartstream, capaz de gerar 120 cavalos de potência e torque de 20,4 kgm.

Smartstream é uma geração de trem de força que incorpora os esforços da Kia para liderar o próximo movimento de mobilidade do mundo. Responde às necessidades diversas e divergentes dos condutores, enquanto os HEVs (Hybrid Electric Vehicles) e os PHEVs (Plug-in Hybrid Electric Vehicles) ainda buscam por mais acessibilidade. Como ambos ainda exigem o motor de combustão interna tradicional (ICE), o Centro de Desenvolvimento & Pesquisa (R&D) Smartstream da Kia também incluiu esforços contínuos para melhorar as tecnologias existentes nos motores de combustão interna.

O sistema de comando desse motor é composto por DOHC de 12 válvulas e por E-CVVT, acrescido do Comando de Válvulas de Duração Variável (CVVD), que propicia o modo de condução Velejar, desligando o propulsor por completo em situação de rodagem plana e, por consequência, a economicidade de combustível; assim como todo o sistema híbrido do Stonic entra em ação quando o veículo enfrenta uma descida, poupando o motor a combustão, ou em subidas, quando o powertrain necessita de mais força, sempre priorizando a eficiência de consumo e menores índices de emissões.

O motor à combustão do Stonic desenvolve potência máxima de 118 cavalos a 6.000 rpm e o torque máximo de 17.1 kgm a 4.000 rpm. Com o auxílio do sistema híbrido, a potência combinada vai a 120 cavalos a 6.000 rpm e torque combinado de 20,4 kgm a 2.000-3.500 rpm. O conjunto do motor está acoplado ao câmbio automático de 7 velocidades e dupla embreagem DCT. Com essa configuração, o Stonic – segundo dados do Inmetro – registrou desempenho de 13,7 km/l na cidade e de 13,8 km/l na estrada, sempre abastecido com gasolina.

Apesar das dimensões compactas, com 4.140 mm de comprimento, 1.760 mm de largura e 1.520 mm de altura, a cabine inteligente do Stonic proporciona espaço e conforto para todos os ocupantes, com 2.580 mm de distância entre-eixos. O tanque de combustível (45 litros) está localizado abaixo do banco traseiro para oferecer aos passageiros mais espaço para as pernas e posição de assento mais baixa. As rodas são de liga leve aro 17”, e o porta-malas tem capacidade de 325 litros.

Divulgação
Textofinal de Comunicação Integrada
Tel.: (011) 3849-8633
textofinal@textofinal.com
Koichiro Matsuo – MTb 13224

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO