Tipos de reforma de pneus: saiba escolher a melhor opção


Muitos motoristas optam por reformar os pneus ao invés de trocar por novos
Tipos de reforma de pneus: saiba escolher a melhor opção
Os pneus reformados oferecem benefícios, mas a escolha entre o tipo de reforma deve ser baseada nas necessidades individuais

Pneu reformado é um termo frequentemente usado no contexto do comércio de pneus, mas ele se refere a processos distintos, que têm o objetivo de prolongar a vida útil dos produtos usados. Embora o processo de reforma esteja relacionado à reutilização de pneus, ele envolve técnicas diferentes, que por sua vez apresentam características distintas.

Muitos motoristas, tanto de veículos de passeio, como de caminhões e ônibus, optam por pneus reformados quando chega a hora de trocar, principalmente pelo fato do menor custo se comparado à compra de produtos novos. Todos os pneus reformados oferecem benefícios, mas a escolha entre o tipo de reforma deve ser baseada nas necessidades individuais do motorista, no tipo de veículo, nas condições de uso e principalmente na segurança que o serviço de reforma pode proporcionar.

A portaria do INMETRO define a reforma de pneus da seguinte forma:

Pneu Reformado – Pneu usado, que passou por um dos seguintes processos para reutilização de sua carcaça: Recapagem, Recauchutagem ou Remoldagem, sendo:

  • Recapagem – Processo pelo qual um pneu é reformado pela substituição de sua banda de rodagem.
     
  • Recauchutagem – Processo pelo qual um pneu é reformado pela substituição de sua banda de rodagem e dos seus ombros.
     
  • Remoldagem – Processo pelo qual um pneu é reformado pela substituição de sua banda de rodagem, dos seus ombros e de toda superfície de seus flancos. Este processo também é conhecido como recauchutagem de talão a talão.

O Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN determina que o uso de pneus remoldados, recapados, reformados e recauchutados seja restrito a veículos de passeio e comerciais. Para garantir a precisão no controle de pneus deste tipo, o INMETRO estipulou que pneus em reuso devem conter um “Selo de Identificação de Conformidade”, que é obtido por meio de testes com os produtos reformados e que atesta a manutenção de qualidade do item. Nele, deve constar o tipo de reparo (recauchutado, recapado, remoldado), a data e o número de reformas já efetuadas. Além disso, os pneus devem conter as tradicionais indicações de uso e velocidades a serem obedecidas para trafegar com segurança.

Os pneus recapados envolvem apenas a aplicação de uma nova banda de rodagem, sem afetar as demais estruturas do pneu. O processo de recapagem, quando realizado de maneira adequada, por empresas especializadas, também inclui a chamada vulcanização a frio, para garantir a aderência da nova banda de rodagem ao pneu original. A recapagem renova o pneu, o que pode resultar em uma vida útil prolongada e desempenho semelhante ao de um pneu novo, sendo uma boa opção econômica ao cliente, reduzindo seu custo por quilômetro.

Os pneus recauchutados e remoldados envolvem a aplicação de uma nova camada de borracha, não apenas na banda de rodagem, mas também nos ombros ou nas laterais do pneu. Isso é feito para restaurar o pneu como um todo, não apenas a banda de rodagem, onde são submetidos a altas temperaturas e pressão, para que o material aplicado se ligue permanentemente ao pneu. Em comparação com pneus recapados, os recauchutados ou remoldados podem ter um desempenho inferior, principalmente em certas condições, como em velocidades mais altas ou em situações extremas.

A qualidade do pneu reformado pode depender do estado do pneu usado originalmente. Além disso, ao optar por pneus reformados, é importante ser seletivo na escolha do fornecedor, pois a qualidade do serviço pode variar, como constantemente são noticiados casos de reformas irregulares, realizadas em estabelecimentos não credenciados, e até mesmo onde pessoas “riscam” os sulcos do pneu usado (a chamada ressulcagem), deixando-o com aparência de que está em condições de uso.

É muito importante ser seletivo na escolha do fornecedor, pois a existem diferentes “qualidades” no serviço

A escolha por pneus novos ainda é a melhor opção para desempenho e segurança ideais, mas na escolha entre pneus reformados, a recapagem pode ser uma alternativa viável para reduzir custos, especialmente em frotas comerciais e veículos de carga. Para decidir por qual modelo de banda de rodagem optar, é importante consultar um profissional em recapagem de pneus, que forneça orientações específicas, com base no veículo, nas condições de uso e a real necessidade.

Importante ressaltar também que pneus desgastados ou inadequados podem comprometer a segurança. Se a utilização do veículo é para transporte de carga, longas viagens ou condições off-road, pneus novos ou recapados podem ser mais apropriados. Além disso, é de extrema importância escolher um fornecedor confiável e respeitável, que siga todos os padrões de qualidade.

Para o Gerente Industrial da DPaschoal, Marcos F. Rafael, o maior risco é a utilização de pneus reformados de maneira inadequada, feitos por profissionais sem capacitação e, na maioria das vezes, mal intencionados. “É preciso muito cuidado na hora de escolher o fornecedor e o prestador de serviços quando se optar pelo uso de pneus reformados, pois infelizmente temos pessoas que tentam ‘empurrar’ ao motorista pneus que passaram por processos sem as especificações necessárias, o que interfere no desempenho e principalmente, coloca em risco a vida do condutor, de passageiros e de pedestres. Muitas pessoas optam por pneus reformados, o que é economicamente mais viável, se comparado a pneus novos, mas é sempre bom ouvir um profissional de confiança, que conheça a melhor utilização/aplicação ao veículo, para que a melhor decisão possa ser tomada pelo motorista”, indica o profissional.

A DPaschoal, possui 124 lojas instaladas em mais de 100 cidades, de oito estados do Território Nacional, onde além de oferecer uma linha completa de pneus, também disponibiliza, como diferencial, a revisão de segurança gratuita a seus clientes, o que certamente vai ajudar a diagnosticar possíveis problemas na segurança do veículo, além de sete fábricas de recapagem, instaladas em quatro estados. O princípio de “Medir e Testar Antes de Trocar” está no DNA das lojas DPaschoal, graças a ferramentas exclusivas que avaliam a real necessidade de ter que trocar peças, pneus e a realização de serviços. A Companhia oferece em seus Truck Centers a experiência otimizada com tecnologia e sustentabilidade, para que ela seja completa e ajude a economizar ainda mais tempo e recursos para o bolso e para o planeta. Líder desse segmento no Brasil, a DPaschoal oferece alto padrão de qualidade, inovação e confiabilidade para o pneu recapado, com produtos, serviços e garantias.

Sobre a DPaschoal

Desde 1949 a DPaschoal atua na prestação de serviços de manutenção automotiva para veículos leves e pesados com a premissa do SER – Sustentabilidade, Educação e Responsabilidade Social. Com 124 lojas em oito estados e mais de 100 municípios, a DPaschoal busca economizar tanto para seus clientes, como para o planeta. Seu princípio é o de medir e testar, com ferramentas exclusivas, para avaliar a real necessidade de ter que trocar peças ou pneus com total transparência e honestidade. A DPaschoal possui uma universidade interna e o Centro de Treinamento Técnico e Inovação para garantir que os profissionais sejam altamente qualificados. O grupo DPaschoal também conta com Fundação Educar que atua ativamente na comunidade com projetos sociais, a DPK – especialista em distribuição automotiva para todo o Brasil e o Maxxi Training Academy integrando fornecedores na capacitação de profissionais do mercado, além da Daterra que se preocupa em desenvolvimento de projetos e pesquisas agrícolas sustentáveis.

Saiba mais: Link

Alfapress Comunicações
Ricardo Campanini (11) 9.9840-8109
ricardo.campanini@alfapress.com.br

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO