Sem chips, Volkswagen concede férias para 2,5 mil trabalhadores em São Bernardo


Paralisação da produção envolve dois turnos da unidade e vai de 9 de maio até dia 28 (Por Bruno de Oliveira, AB)
Sem chips, Volkswagen concede férias para 2,5 mil trabalhadores em São Bernardo

A Volkswagen concedeu novamente férias coletivas na unidade Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP), por falta de semicondutores. De acordo com o sindicato dos metalúrgicos local, a medida envolve 2,5 mil trabalhdores da fábrica onde são produzidos os modelos Polo, Virtus, Nivus e Saveiro. A férias começam em 9 de maio e vão até o dia 28.


LEIA MAIS:

> Volkswagen prepara lay-off para um turno da fábrica do T-Cross


“A falta de política industrial e a falta de desenvolvimento do país tem causado a desestruturação da cadeia produtiva. Sendo que, hoje, faltam insumos básicos que eram produzidos no Brasil e que não são mais justamente por falta desta discussão da maior localização no País”, disse o coordenador-geral da representação na VW, José Roberto Nogueira da Silva, o Bigodinho.

A montadora mantém quadro formado por cerca de 8,2 mil trabalhadores na unidade do ABC Paulista, sendo 4,5 mil na produção. Atualmente a fábrica produz 800 veículos por dia. 

No mês passado a montadora também promoveu paralisação da produção na unidade, em medida que afastou das linhas 3 mil trabalhadores. Na semana passada a montadora suspendeu os contratos de trabalho dos funcionários da fábrica de São José dos Pinhais (PR), onde é fabricado o modelo SUV T-Cross.

Fonte: Automotive Business

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO