Categories • Automotivas

Mangueiras de arrefecimento: quando é o melhor momento para fazer a troca

As mangueiras do sistema de arrefecimento têm a função de realizar o roteiro necessário para condução dos fluídos para o resfriamento e controle de temperatura do motor do veículo, e é de suma importância para o bom funcionamento do automóvel, portanto, manter a manutenção em dia é uma necessidade.

A análise prévia para realizar a manutenção preventiva nas mangueiras de arrefecimento é fundamental para não ocorrer problemas futuros com o motor, eliminando a possibilidade de ele deixar o proprietário do veículo “na mão”, caso ela perca a função e deixe de realizar a refrigeração do conjunto em virtude de um rompimento ou vazamento do líquido do sistema de arrefecimento.

“É sempre bom lembrar que se o automóvel não estiver com o sistema de arrefecimento em ordem, o motor pode superaquecer ocasionando a quebra ou até mesmo a perda do motor, que irá fundir seus componentes mecânicos e perder o conjunto por completo, o que possui um alto custo de recuperação e substituição”, destaca Fábio Waldomero, engenheiro e coordenador do Centro Tecnológico de Formação (CTF) do Grupo Universal Automotive Systems.

Qual o momento de substituir as mangueiras e por quê?

É recomendado que o proprietário sempre realize a análise visual das mangueiras do sistema de arrefecimento do veículo, verificando se existe algum ponto de ressecamento, trincas ou pequenos vazamentos do líquido de arrefecimento, que é perceptível, principalmente, quando é aplicado líquidos protetivos, e é possível identificar rastro de vazamentos na estrutura do cofre do motor ou marcas no chão da garagem do veículo.

Outro ponto importante é sempre analisar o nível do líquido do sistema de arrefecimento, mantendo conforme as marcações de máximo e mínimo do seu respectivo reservatório. Acusação de baixa no líquido pode estar relacionado à algum vazamento do sistema.

Para uma boa durabilidade do produto, sempre é indicado analisar se as mangueiras de arrefecimento do veículo estão com seu roteiro e circuito conforme padrão original adotado pela montadora – não sendo aconselhável realizar adaptações no sistema -, sem atrito com nenhum outro componente do bloco do motor, assim a possibilidade de um possível desgaste e rompimento é menos provável.

Outro padrão de análise muito utilizado é a checagem por meio manual (tato), apertando as mangueiras para verificar se o conjunto não tem nenhum ponto com aparência rígida, com sua estrutura ressecada ou quebradiça, sempre o carro não estiver ligado e com ele já frio depois do uso.

Como funciona o procedimento de substituição

Sempre é recomendado que a substituição das mangueiras de arrefecimento do veículo seja realizada por uma mão de obra especializada, usando as ferramentas adequadas para a função. O reparador deve realizar todas as substituições sem danificar as novas mangueiras do veículo.

Para a substituição das mangueiras é recomendado a utilização de abraçadeiras metálicas de rosca sem fim de cantos arredondados (para não cortar ou marcar a mangueira) ou abraçadeira elástica (Spring Clamp – DIN3021) conforme o padrão original utilizado pela montadora, para melhor fixação sem danificar a estrutura da mangueira no aperto do conjunto.

“Algo importante a se considerar é que, ao realizar a manutenção e substituição das mangueiras de arrefecimento, é preciso, realizar também a análise do conjunto completo, incluindo o estado de conservação e uso do reservatório, radiador e suas respectivas tampas, bomba d’água, as válvulas termostáticas, abraçadeiras e conectores”, reforça Fábio Waldomero.

Sempre ao realizar qualquer manutenção no sistema de arrefecimento, realizar também a substituição do seu líquido com o aditivo correto conforme indicado pelas montadoras ou pelos principais fabricantes e distribuidores de aditivos, e assim manter o conjunto protegido para uma maior durabilidade e eficiência do sistema.

SOBRE A UNIFLEX®

A marca Uniflex® faz parte do Grupo Universal Automotive Systems e tem foco em sistemas de guarnição, vedação. É o último lançamento do grupo em mangueiras em geral.

Conhecida por ser a maior e a linha mais completa de mercado para o segmento, oferece os seguintes produtos borrachas de vedação da porta lateral, malas, capô, vedação e arremates do parabrisa e vigia, canaletas e pestanas da porta, pingadeiras, borrachões e borrachas de uso geral, além do seu novo lançamento mangueiras aplicadas para o sistema de arrefecimento, desaerarão, hidrovácuo e combustível. Voltada ao mercado de reposição automotivo, pode ser adquirida em revendedores distribuídos por todo o País.

SOBRE O GRUPO UNIVERSAL AUTOMOTIVE SYSTEMS

O Grupo Universal Automotive Systems (antiga Universal Maçanetas), nascido pela paixão por automóveis, está no mercado há 45 anos. Focado, inicialmente, na distribuição de maçanetas e fechaduras, ao longo de sua trajetória identificou novas oportunidades de negócio e passou não somente distribuir, mas também a fabricar os próprios produtos, além de expandir a atuação para outras linhas do segmento, lançando e adquirindo outras marcas.

Atualmente, são mais de 27 mil produtos, que atendem mais de 48 montadoras e incontáveis veículos. Entre as linhas de produtos estão Amortex® – Suspensão, Direção, Transmissão e Amortecedores (Suspensão e Mola a Gás); Universal® – Ferragens; Univel® – Indústria Metalúrgica; Micro® – Máquinas do Vidro e Palhetas limpadoras do para-brisa; UNI1000® – Divisão Química; Electric-Life® – Divisão Elétrica; Uniflex® – Borrachas de Vedação, Guarnição e Mangueiras e Unick® – Tampas Automotivas. São mais de 800 colaboradores distribuídos nas áreas de engenharia, qualidade, comercial, marketing e logística. A unidade industrial (Osasco/SP) e os Centros de Distribuição (SP e GO) totalizam mais de 50 mil m² de área construída.

ATENDIMENTO À IMPRENSA
Race Comunicação
Rodrigo Freitas | Daniele Candido | Maira Manesco
Telefone: (11) 94039-5658
E-mail:  imprensa.grupouniversal@agenciarace.com.br

You May Also Like