Categories • Automotivas

Venda de usados baterá diferentes recordes em 2021

A venda de automóveis e comerciais leves usados atingiu em novembro 863,5 mil unidades, anotando pequena queda de 4,3% na comparação com outubro. Já o acumulado do ano alcançou 10,3 milhões de veículos, revelando alta de 25,3% sobre o mesmo período do ano passado.

É a primeira vez que os veículos leves usados superam a barreira dos 10 milhões no acumulado dos 11 meses e indica que o setor atingirá neste ano uma marca recorde, próxima a 11,1 milhões de unidades negociadas. O maior número anual alcançado pelos veículos leves usados ocorreu em 2019, com 10,97 milhões de transações.

Vale dizer que outros segmentos, como motos e caminhões, já bateram seus recordes antes mesmo do término de 2021. Com isso, as transações totais de usados, na soma de leves, pesados, motos e implementos, fecharão o ano na casa dos 15 milhões de unidades, cerca de 500 mil a mais do que em 2019, até então o melhor ano para os modelos de segunda mão.

Os números do mercado de usados foram divulgados na terça-feira, 7, pela Fenabrave, entidade que reúne as associações de concessionários. A Fenabrave recorda que novembro foi o terceiro mês consecutivo de queda na venda de usados, mas ressalta que a alta anual é expressiva.

“O acumulado do ano mostra que as vendas de usados ainda estão aquecidas. É natural que, aos poucos, o mercado de usados se reequilibre e apresente certa volatilidade nas transações, inclusive em razão da retomada do abastecimento de veículos novos”, explica o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior.

Segundo dados da entidade, em novembro foram negociados 5,9 automóveis usados para cada zero-quilômetro entregue. Essa proporção foi de 3,6 para 1 no caso dos comerciais leves.

400 mil caminhões usados serão vendidos neste ano 

A venda de caminhões de segunda mão somou em novembro 29,5 mil unidades, o equivalente a 2,8 usados para cada zero-quilômetro emplacado. O acumulado do ano já teve 369,4 mil unidades negociadas. Este é o maior resultado para o acumulado e também para um único ano, já que 2019 havia sido o melhor ano para o setor, com 364 mil transferências. Com a soma de dezembro, 2021 terá cerca de 400 mil caminhões usados negociados.

Ônibus obtêm maior alta acumulada, 31,8%

Os ônibus usados negociados em novembro somaram 3,8 mil unidades, resultado 4,8% mais baixo pela comparação com outubro. Já o acumulado do ano teve 39,1 mil unidades, indicando alta de 31,8% na comparação com iguais meses de 2020. Este foi o maior crescimento nos 11 meses entre os veículos usados. Mas o setor deve terminar o ano com cerca de 43 mil transferências, bem abaixo de seu melhor momento, 2005, com 53,1 mil transações.

Mais de 3 milhões de motos em 11 meses

O aumento nas entregas de encomendas e a oferta reduzida de motos novas fez a venda de usadas crescer em 2021. As transações em novembro somaram 253,5 mil unidades, ou 2,4 usadas para cada zero-quilômetro entregue.

E o acumulado do ano já teve 3,01 milhões de usadas negociadas. São 22,9% a mais que no mesmo período do ano passado e também um recorde em transações antes mesmo do fim do ano. O melhor momento para as motocicletas havia sido 2019, com 2,98 milhões de transferências.

Até o fim de 2021 serão cerca de 3,25 milhões de unidades, um acréscimo de 17% sobre o resultado de 2020, quando o mercado absorveu 2,78 milhões de motos usadas.

Fonte: Automotive Business

You May Also Like