Categories • Automotivas

Participação dos eletrificados chega a 4,6% em outubro

Por Alzira Rodrigues

Como diz um antigo ditado popular, de grão em grão a galinha enche o papo. E é assim, passo a passo mas de forma consistente, que os carros eletrificados vêm ganhando espaço no mercado brasileiro.

Há menos de dois anos, em janeiro de 2022, as vendas somadas de elétricos e híbridos limitavam-se a 2,2% do mercado, com fatias de, respectivamente, 0,3 e 1,9%. No mês passado, o market share total dos eletrificados mais do que dobrou, chegando a 4,6%, com índices, pela mesma ordem, de 1,1% e 3,5%.

Foram emplacados 9,6 mil carros eletrificados em outubro, alta de 13% sobre setembro e de 114% em relação ao mesmo mês de 2022. Desse total, 2,4 mil são 100% elétricos e 7,2 mil híbridos. No acumulado do ano, as vendas atingiram 67,2 mil unidades – 10,1 mil e 57 mil unidades respectivamente -, o que representou crescimento de 36,1% sobre as 49,2 mil do mesmo período do ano passado.

Sem produção local, os 100% elétricos caminham mais lentamente como mostram os números divulgados na quarta-feira, 8, pela Anfavea. O segmento, contudo, ganhou força a partir de meados deste ano quando algumas marcas, incluindo as chinesas, anunciaram modelos do gênero na faixa de R$ 150 mil caso, caso do BYD Dolphin e GWM Ora 03.

Tais lançamentos geraram uma verdadeira guerra de preços no mercado brasileiro, com marcas que já estão aqui há mais tempo lançando promoções e até mesmo reduzindo preços de tabelas. Tal movimento, inclusive, contribui para o aumento da fatia dos importados no mercado total.

LEIA MAIS

Mercado de veículos leves cresce graças às vendas diretas

Produção de veículos recua por causa dos importados

Fenabrave diz que brasileiro tende para o híbrido

A alta dos 100% elétricos não pode ser ignorada mas certo é que o Brasil, até mesmo pelas suas características geográficas, tende a dar preferência aos híbridos, em especial os flex, aqueles que têm garantido o abastecimento em todo o terrritório nacional.

Apesar de também estar em alta o número de eletropostos no País, ainda não é possível rodar por todas as estradas sem ter o estresse de ficar sem carga na bateria.

Duas montadoras, a Toyota e Caoa Chery, já oferecem modelos híbridos, sendo que a marca japonesa estuda o lançamento do um híbrido plug-in, cuja oferta atualmente ainda se limita aos importados. Stellantis e Renault já confirmaram investimentos em modelos híbridos, incluindo plug-in, com alguns modelos devendo chegar ao mercado já no próximo ano.

Fonte: AutoIndústria – Foto: Divulgação

You May Also Like