Niterra lista ações para proteger o veículo das altas temperaturas

Checagem dos sistemas de injeção e de arrefecimento, manutenção em dia e cuidados com o calor interno são iniciativas que contribuem para o bom funcionamento do carro em dias de recorde de calor
Niterra lista ações para proteger o veículo das altas temperaturas
Sensores MAP e CTS

Diante de um cenário com previsão de calor acima da média histórica no Brasil, a Niterra, multinacional japonesa detentora das marcas NGK e NTK e especializada em componentes para sistemas de ignição e sensores automotivos, destaca quatro cuidados essenciais para garantir o bom funcionamento do veículo durante o verão:

1- Verificação do sistema de injeção: o clima quente influencia diretamente o desempenho dos motores, exigindo uma adaptação do sistema de injeção. O sensor MAP com sensor de temperatura do ar acoplado desempenha a função essencial de identificar e ajustar essas mudanças. Esse dispositivo é responsável por monitorar a temperatura do ar que adentra o motor, assegurando um funcionamento eficiente e evitando danos;

2 – Checagem do sistema de arrefecimento: devemos estar sempre atentos ao funcionamento do sistema de arrefecimento do motor, verificando o nível do fluído, possíveis vazamentos e componentes como a válvula termostática, eletroventilador, bomba d’água e sensor de temperatura (CTS). Se houver algum problema, deve-se consultar um mecânico de confiança para diagnóstico e reparo adequados;

3- Manutenção geral do veículo: deixar a manutenção do veículo em dia é um dos principais meios de proteger o carro do calor extremo. Sintomas como aumento no nível de temperatura indicado no painel, acendimento da luz de temperatura ou luz de injeção e ruídos anormais no motor são sinais de alerta. Nestes casos, deve-se consultar um mecânico de confiança para diagnóstico e reparo adequados;

4- Proteção do calor interno do veículo: evitar estacionar sob o sol direto e ter cautela com objetos deixados no interior do carro, como desodorantes em spray, aerossóis, isqueiros e baterias de celular, são atitudes recomendadas, uma vez que o forte aquecimento do interior do veículo pode gerar acidentes. Tomar precauções ao parar o automóvel em áreas não expostas diretamente ao sol contribui para evitar possíveis danos na pintura.

“Os automóveis modernos possuem várias tecnologias feitas para preservar o desempenho do motor em diversas situações, como em dias de calor intenso, porém muitas delas não são amplamente divulgadas devido à sua natureza técnica. Entretanto, mesmo com recursos de proteção, é preciso ter atenção quanto a qualquer irregularidade no funcionamento do motor e, em caso de dúvidas, buscar a orientação de um especialista”, afirma Hiromori Mori, consultor de Assistência Técnica da Niterra. 

Sensores CTS e MAP

Além de seguir as orientações de um mecânico de confiança, os motoristas contam com o sensor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor (CTS) e o sensor de pressão absoluta do coletor de admissão (MAP) como recursos adicionais para proteger o motor contra os efeitos do calor. 

“Ambos os componentes têm a responsabilidade de comunicar ao sistema de gerenciamento do motor a temperatura do fluido de arrefecimento, o que resulta na ativação do eletroventilador do radiador e na execução de ajustes na injeção, especialmente no ponto de ignição”, explica Mori. “Essas ações são fundamentais para prevenir danos ao motor.”

A marca NTK, da Niterra, oferece ao mercado de reposição os sensores MAP e CTS, que fazem parte de uma linha completa composta também por sensores de nível de combustível, ABS, rotação, velocidade, TPS (posição da borboleta) e oxigênio.

Sobre a Niterra

A multinacional NGK SPARK PLUG entrou em um processo de expansão e passou a se chamar Niterra Co., Ltd.. Fundada em 1936, em Nagoya (JAP), é a maior fabricante e especialista mundial em velas de ignição, com forte presença em todos os continentes. No Brasil, a empresa atua há 64 anos, conta com cerca de 1.300 funcionários e possui uma fábrica com 625 mil m² em Mogi das Cruzes (SP). Em 2023, a companhia passou a se chamar oficialmente Niterra – a combinação das palavras latinas niteo e terra, que significam, respectivamente, “brilhar” e “planeta terra”. Trata-se de um marco na história do grupo o novo nome, que expressa o comprometimento em contribuir para uma sociedade mais ambientalmente sustentável e um planeta mais brilhante, bem como reflete tanto a jornada da empresa pela expansão contínua de seu portfólio de negócios quanto as transformações em curso na indústria automotiva, conforme o Plano de Gestão de Longo Prazo NGK SPARK PLUG 2030, que estabelece a direção da organização em cinco diferentes segmentos: Mobilidade; Medicina; Meio Ambiente & Energia; Comunicações; e Agronegócio. As marcas NGK (componentes automotivos) e NTK (sensores) foram mantidas para ambos os negócios. Para mais informações, acesse http://www.ngkntk.com.br/.

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGO DO VAREJO