Instituto Mauá de Tecnologia inicia projeto para desenvolver ônibus elétrico autônomo


Projeto do ônibus autônomo vai ao encontro da tendência mundial em produzir veículos menos poluentes. Alunos das diversas áreas do conhecimento podem participar
Instituto Mauá de Tecnologia inicia projeto para desenvolver ônibus elétrico autônomo

O ônibus elétrico e autônomo deve chegar ao Instituto Mauá de Tecnologia (IMT) em alguns anos. Desde 2021, o Grupo de Pesquisa de Sistemas Mecatrônicos Inteligentes e Robótica do IMT deu início ao projeto que prevê a possibilidade de alunos, professores, colaboradores e visitantes em geral circularem pelo campus, em São Caetano do Sul, por um veículo 100% autônomo e elétrico.

Eduardo Lobo Lustosa Cabral, professor de Engenharia de Controle e Automação no IMT e coordenador do projeto, explica que o ônibus vai ao encontro da tendência mundial de se produzirem veículos menos poluentes e seguros, além de estimular a participação dos alunos na execução de novas tecnologias em prol da sociedade e do meio ambiente.

“Acredita-se que este seja o primeiro projeto de um ônibus autônomo de transporte de passageiros que está sendo desenvolvido no Brasil para circular dentro de um campus universitário. Esse, entre outros projetos, conta com a participação dos alunos da Mauá de todos os cursos, o que ajuda a estimular a conexão de conhecimentos. Quem estiver interessado  em participar pode-nos procurar para pleitear uma oportunidade neste ou em qualquer outro projeto do grupo de pesquisa, reforça o Prof. Cabral.

O ônibus autônomo elétrico do IMT também promete ser inovador quanto ao design. Com a participação dos alunos de Design, sob a orientação da professora Claudia Facca, alguns protótipos de designers já estão prontos, com linhas arrojadas e formatos futuristas. “Vamos escolher o designer que melhor represente o nosso ônibus autônomo. É importante que ele traga tendências e comportamentos que possam materializar conceitos do futuro em soluções de design conceitual, o que irá trazer conforto e entusiasmo aos passageiros do nosso veículo”, diz o coordenador.

O ônibus deverá transportar até oito passageiros por viagem, que terá pontos predeterminados para o embarque e desembarque. “Esses, entre outros detalhes, serão definidos ao longo do projeto, até mesmo se formos investir numa bateria com durabilidade diurna e a maneira como o passageiro solicitará o transporte que, possivelmente, será ao apertar um botão localizado nas paradas do ônibus”, conclui.

Fonte: InfoMauá

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO