Formas de identificar o desgaste dos amortecedores


Mudanças no comportamento do veículo, vazamento de óleo e desgaste escamado dos pneus são alguns dos indícios que os amortecedores estão danificados
Formas de identificar o desgaste dos amortecedores

O sistema de suspensão, responsável por absorver as irregularidades do solo e pela estabilidade do veículo, merece atenção dos motoristas na hora da manutenção. Ao trafegarem com o automóvel, é importante observar alguns sinais que podem indicar que amortecedores podem estar comprometidos. Amortecedores, muitas vezes, não emitem sons quando estão danificados.

“Para identificar se os amortecedores apresentam algum tipo de desgaste, é importante que o próprio dono do carro observe o comportamento”, comenta Jeferson Credidio, gerente de engenharia, serviços e qualidade da Nakata. Fora da fábrica não existe um procedimento capaz de identificar com 100% de precisão a condição dos amortecedores, o mais adequado é verificar o balanço da carroceria com o carro em movimento. “Afinal de contas, a principal função do amortecedor é neutralizar os movimentos indesejados da carroceria, tanto em curvas quanto em frenagens, arrancadas e passagem por pisos irregulares”.

Observar o desgaste dos pneus também pode ser uma forma de identificar se os amortecedores estão danificados. “Se algum estiver ruim, ao passar com o carro em ruas esburacadas, as rodas literalmente quicam no chão. Isso danifica os pneus, que passam a apresentar escamas”, comenta. Outro fator que gera a escamação do pneu é a falta de rodízio e de balanceamento das rodas.

Fazer uma inspeção visual periódica também ajuda a identificar problemas com vazamento de óleo, quebra de fixadores e danos à coifa, batente e coxim.

Para aqueles motoristas que prestam muita atenção ao comportamento do veículo existe outra maneira de saber se o amortecedor está comprometido, pois ocorre uma perda de estabilidade em curvas. Segundo Credido, a mesma curva que era feita acima de 80 km/h, com os amortecedores danificados não será mais possível devido à perda de precisão na direção sendo preciso corrigir a rota sistematicamente.

Esta e outras dicas de manutenção podem ser conferidas no blog da Nakata (https://blog.nakata.com.br/9-sinais-de-problemas-na-suspensao/).

Sobre a Nakata Automotiva – Há mais de 65 anos, a Nakata Automotiva, fabricante de autopeças para o mercado de reposição para veículos leves, pesados e motocicletas, recentemente adquirida pela Fras-le, líder global em materiais de fricção e componentes para sistemas de freios, pertencente às Empresas Randon, vem construindo sua história de sucesso no Brasil, com liderança em componentes de suspensão e amplo portfólio em direção, transmissão, freios e motopeças. Com pioneirismo, qualidade e compromisso com o mercado, a Nakata Automotiva se tornou reconhecida no aftermarket pela alta performance de seus produtos e elevado padrão de serviços.

A empresa atende o mercado nacional e exportação. Fazendo parte da Fras-le que fornece materiais de fricção originais para 95% das montadoras de veículos pesados e semipesados, além de ser líder no mercado de reposição e comercializar seus produtos em 120 países, a Nakata fortalece ainda mais a sua presença no mercado.

Mais informações
Verso Comunicação e Assessoria de Imprensa

Jornalista responsável – Majô Gonçalves – MTB 24.475
versocomunicacao@uol.com.br
Solange Suzigan
versocomunicacao1@uol.com.br
(11) 4102-2000/ 99905-7008
www.versoassessoriadeimprensa.com.br
https://www.facebook.com/verso.assessoria

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO