Categories • Gerenciais

Fiat já é campeã de 2021, GM passa VW e fica em 2º no mês, Toyota sobe ao 4º lugar, Nissan ao 8º

Após 11 meses consecutivos de liderança, ninguém mais tira da Fiat o título de campeã de vendas de 2021. Em mais um mês de vendas travadas pela falta de componentes eletrônicos, a marca registrou 30,6 mil emplacamentos, o que garantiu participação de 19,1% em novembro e crescimento de 4,2% sobre outubro (abaixo da expansão média do mercado de 6,8%), conforme números apurados pela Autoinfome (veja mais abaixo o ranking completo das 20 marcas mais vendidas em novembro).

General Motors, que até a metade de novembro liderava o mercado com a marca Chevrolet, não conseguiu se sustentar no topo do ranking, mas ainda assim terminou o mês na segunda posição à frente da Volkswagen, com 28,4 mil emplacamentos, 17,7% de participação e expressivo crescimento de 48,6% sobre outubro, graças à retomada da produção e vendas do Onix, seu campeão de vendas que em novembro voltou a ser o carro mais vendido do País.


– LEIA TAMBÉM
Vendas seguem travadas, 2021 pode ficar abaixo de 2020


Com linhas de produção paralisadas por falta de semicondutores, a Volkswagen, que figurou na vice-liderança do mercado em 10 meses de 2021, em novembro desceu ao terceiro posto, com 21,9 mil emplacamentos, participação de 13,7% e queda nas vendas de % sobre outubro.

Ao emplacar 14,1 mil veículos em novembro, a Toyota ultrapassou de uma só vez Jeep e Hyundai e se estabeleceu na quarta posição do ranking mensal, com crescimento de 11,3% nas vendas sobre outubro e participação de 8,8%. A Hyundai vem colada logo atrás com 13,9 mil emplacamentos, market share de 8,7% e pequeno avanço de 3,6% na comparação com o mês anterior.

A Jeep, que vinha estabelecendo recordes consecutivos de vendas, em novembro caiu para a sexta posição, com retração de 20% nas vendas sobre outubro e participação dois pontos menor, de 6,6%. 

Outra mudança importante do mês foi a subida da Nissan ao oitavo lugar do ranking. Com 6,9 mil carros vendidos, foi a marca que registrou o maior crescimento entre as 10 mais vendidas, com expansão de 52% sobre outubro, o que garantiu participação de 4,3% e a ultrapassagem pela primeira vez sobre a Honda, que está em fase de renovação de seu portfólio de produtos no País e com isso amargou queda de 12,4% nas vendas sobre outubro, desceu para a nona colocação e share de 3,6%.

Fonte: Automotive Business

You May Also Like