Controle de estabilidade se torna obrigatório no Brasil


Item de segurança precisa equipar todos os carros novos a partir deste ano
Controle de estabilidade se torna obrigatório no Brasil
Peugeot 2008 é um dos raros modelos sem o equipamento no país

Por Vitor Matsubara

controle de estabilidade precisa equipar todos os carros novos produzidos no Brasil ou importados para cá desde o dia 1º de janeiro de 2024.

Atualmente, apenas alguns modelos vendidos no país não saem de fábrica com o item. Para resolver essa situação, o site “Motor1” aponta duas saídas: a maioria deles deve ganhar o equipamento, que já é oferecido em versões mais caras, enquanto outros (como o Peugeot 2008) podem ser descontinuados.


VEJA MAIS:
– Governo cria programa Mover, segundo ciclo do Rota 2030
– Quanto custam os carros elétricos e híbridos com o novo imposto de importação


Mais itens viraram obrigatórios neste ano

Além do equipamento, as luzes diurnas de condução, alerta de uso do cinto de segurança e alerta de frenagem de emergência também passam a ser mandatórios.

No caso das luzes de condução diurna (também conhecidas pela sigla “DRL”), não há necessidade de ser em LED, desde que o sistema halógeno seja mais forte do que uma luz de posição. Já o alerta de frenagem é o sistema que liga o pisca-alerta ou aciona as luzes de freio para informar o motorista que vem atrás sobre a frenagem.

Na homologação de veículos, há mudanças nas regras de testes de impacto com a obrigatoriedade da realização do impacto lateral. Essa alteração, porém, atinge apenas novos projetos, com exceção de veículos com capacidade superior a oito passageiros ou com mais de 3,5 toneladas, que não precisam atender todas as normas em 2024

Fonte: Automotive Business

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO