Como treinar entregadores para garantir um serviço de logística eficiente


J&T Express traz dicas para que esses profissionais se sintam valorizados e aptos a prestar um serviço de qualidade
Como treinar entregadores para garantir um serviço de logística eficiente

Quando se fala em logística expressa, é preciso que as empresas estejam preparadas para garantir que as entregas cheguem aos consumidores com máximo de rapidez e eficiência, respeitando todos os protocolos de segurança necessários. Pensando nisso, a J&T Express, empresa global de serviços logísticos integrados, tem trabalhado para que todos os seus entregadores sejam devidamente treinados e, com isso, sintam-se não só valorizados enquanto profissionais, mas também aptos a prestar um serviço de qualidade, capaz de surpreender positivamente seus clientes.

De acordo com Felipe Castro, Supervisor de Gestão de Redes da J&T Express Brasil, “mais do que responsáveis por fazer com que as encomendas cheguem ao seu destino de forma rápida e segura, os entregadores também são os representantes da marca da transportadora junto aos consumidores e ao próprio mercado, contribuindo para difundir a boa reputação da empresa”. Por isso, a J&T Express separou quatro dicas práticas para sair na frente quando o assunto é entrega expressa e conquistar a confiança tanto de clientes quanto de colaboradores. Confira:

1) Instrua os entregadores sobre como prestar um atendimento de excelência

Antes de tudo, é preciso conscientizar os colaboradores sobre o valor do trabalho que estão exercendo, mostrando que eles são peças essenciais para que todo o processo seja bem-sucedido. É preciso mostrar que o cuidado e a preocupação, desde a retirada do pacote até a chegada ao destino final, são importantes para garantir a satisfação do cliente e a assertividade do processo. 

Mais do que apenas mensageiros, é necessário sinalizar que os entregadores estão transportando os desejos e expectativas do cliente e que a quebra desse ciclo pode gerar um dano irreparável ao modo como o consumidor enxerga a empresa. Nesse sentido, vale investir em ações de treinamento capazes de aguçar o senso de responsabilidade dos colaboradores, ressaltando a importância e a diferença que cada um deles pode fazer a cada entrega realizada.

2) Reforce a importância do planejamento das rotas de entrega

Neste passo, é preciso conscientizar a equipe de que tempo é dinheiro e, por isso, não pode ser desperdiçado. Instrua os entregadores a elaborar rotas de entrega estratégicas, reforçando a importância de prever fatores como economia de combustível e congestionamentos no trânsito e estimulando o uso de aplicativos de navegação via GPS, além de softwares voltados para o planejamento inteligente de rotas. Vale destacar que todos esses procedimentos e precauções beneficiam não só a empresa e o cliente final, mas a própria experiência de utilização do entregador.

3) Explique, passo a passo, como funciona o sistema de navegação adotado pela empresa

Ofereça aos colaboradores o máximo de instrução e detalhamento a respeito do sistema de navegação utilizado pela transportadora. É preciso se assegurar que nenhum dos entregadores tenha dúvidas a respeito de como utilizar essa tecnologia no dia a dia, estimulando-os a explorar ao máximo as funcionalidades disponíveis. Esse conhecimento evitará que se cometam pequenos erros que, em última análise, podem vir a se tornar grandes problemas, sendo o pior deles a insatisfação do cliente final. 

4) Invista em itens de segurança para os colaboradores

É sabido que o percentual de acidentes de trânsito envolvendo entregadores tem crescido anualmente. Com isso em mente, é preciso garantir que todos os colaboradores tenham uma jornada de trabalho segura, amparada por todos os itens e equipamentos necessários

Para aqueles que se locomovem em motocicletas, para além do reforço ao uso obrigatório do capacete, também vale a recomendação do uso de jaquetas e calças reforçadas que, além de proteger o corpo contra o sol em dias de calor, também resguarda a pele contra o vento em locomoções de alta velocidade. Luvas também podem proteger as mãos de cortes e esfoliações, em caso de queda. 

Capas de chuva também contribuem não só para manter o motorista seco, durante condições climáticas adversas, mas também sinaliza sua presença na via para os outros condutores. Pés e tornozelos também podem ser protegidos por botas impermeáveis, capazes de garantir segurança e conforto térmico. 

Por fim, além de se tratar de um item exigido pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), o colete reflexivo é essencial para evitar acidentes e atropelamentos, uma vez que sinaliza a presença do motorista na via para os demais condutores.

Felipe Castro é Supervisor de Gestão de Redes da J&T Express Brasil

Sobre a J&T Express 

Fundada em 2015, a J&T Express é uma empresa global de serviços logísticos que atua em diversos campos, incluindo entrega expressa, armazenamento e cadeia de suprimentos a nível nacional e internacional. Está presente em 13 países, incluindo Indonésia, Vietnã, Malásia, Filipinas, Tailândia, Camboja, Cingapura, China, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, México, Brasil e Egito. Com uma infraestrutura de alta tecnologia digital e soluções altamente confiáveis, segue comprometida em fornecer aos clientes a melhor experiência em logística, como parte de sua estratégia global, conectando a todos com eficiência e qualidade.

Redes Sociais

LinkedIn:  @jtexpressbrasil | Facebook:  @jtexpress.brasil | Instagram:  @jtexpress.brasil | TikTok:  @jtexpressbr | Twitter:  @jtexpressbrasil

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO