Categories • Automotivas

BYD bate mais um recorde de vendas outubro

A BYD segue fazendo história nos mercados onde atua. A cada mês, a greentech conquista novos marcos expressivos em vendas no mundo todo. Em outubro, a companhia registrou o emplacamento de 2.732 veículos no Brasil, chegando à 13ª colocação no ranking geral entre todas as marcas e já acumula 8.805 carros emplacados em 2023. O líder para outubro foi novamente o BYD Dolphin, modelo que, sozinho, teve 1.366 unidades emplacadas. A projeção é fechar este ano com 15 mil veículos emplacados.

BEVs MAIS EMPLACADOS – BRASIL

Fonte: ABVE

Mundialmente a marca também tem motivos de sobra para comemorar, pois ultrapassou a marca de 300 mil unidades comercializadas pela primeira vez em sua história, marca alcançada poucos dias depois de divulgar seus resultados financeiros positivos para o terceiro trimestre, com lucro recorde de US$ 1,42 bilhão.

Analisando nacionalmente o mercado dos veículos 100% elétricos, a marca mantém sua liderança pelo terceiro mês consecutivo e ostenta 72% de participação de mercado, com 1.632 veículos emplacados, número que representa mais do que o dobro da soma de todas as outra marcas de carros elétricos concorrentes. No recorte dos carros PHEV a BYD também é líder, com 34% do mercado e 1,1 mil carros emplacados entre os híbridos plug-in apenas com uma unidade deste tipo, o Song Plus DM-i, que também é o líder geral da marca no acumulado do ano, com 4.266 carros emplacados.

PHEVs MAIS EMPLACADOS – BRASIL

Fonte: ABVE

Evolução constante

Os números em constante crescimento refletem o crescimento da aceitação dos veículos elétricos pelos consumidores nacionais. A pesquisa feita pela ferramenta NPS Prism, da Bain & Company, revelou queum quarto dos proprietários de carros no país consideraria migrar para um veículo elétrico. Para se ter ideia, entre os 42% dos que pensam em mudar de veículo, 61% consideram adquirir um elétrico, o que representa cerca de 25% dos entrevistados.

“A eletrificação vem alcançando cada vez mais espaço ente os consumidores e nós fazemos parte dessa mudança de maneira direta e incisiva. Tecnologia, custo-benefício e a busca por veículos sustentáveis são alguns dos fatores que refletem um momento especial para esse tipo de produto”, destaca Henrique Antunes, diretor de Vendas da BYD no Brasil.

Sobre a BYD

A BYD chegou ao Brasil em 2015, quando inaugurou sua primeira fábrica de montagem de chassis de ônibus 100% elétricos em Campinas (SP). Em 2017, abriu uma segunda fábrica, também em Campinas, para a produção de módulos fotovoltaicos. Para abastecer a frota de ônibus elétricos, a empresa iniciou, em 2020, a operação de sua terceira fábrica no Brasil, no Polo Industrial de Manaus (PIM), dedicada à produção de baterias de fosfato de ferro-lítio (LiFePO4). A empresa também é responsável pelo SkyRail (monotrilho) com a Linha 17 – Ouro em São Paulo. Além disso, a BYD comercializa no Brasil sistemas de armazenamento de energia, inversores, empilhadeiras, caminhões, furgões e automóveis, todos elétricos e com baixa emissão de poluentes. Mais recentemente, devido à pandemia da Covid-19, a empresa também está vendendo máscaras descartáveis no país. Em abril de 2021, a BYD Brasil passou a integrar o Pacto Global, da Nações Unidas (ONU). Em novembro de 2021, deu o primeiro passo para o início da comercialização de automóveis de passeio no país e hoje já conta com cinco modelos lançados e uma rede consolidada de concessionárias em operação. Em abril de 2022, a BYD Energy inaugurou novas instalações e uma completa linha de módulos fotovoltaicos no mercado brasileiro. Em 2023, foi eleita pela revista americana Times como uma das 100 empresas mais influentes do mundo.

You May Also Like