Stellantis confirma 2º utilitário elétrico no Brasil, o Citroën e-Jumpy


Furgão será vendido no mercado regional ainda este ano; marca pretende mais do que triplicar participação no mercado (Bruno de Oliveira, AB)
Stellantis confirma 2º utilitário elétrico no Brasil, o Citroën e-Jumpy

Depois de confirmar no mercado brasileiro as vendas do utilitário elétrico Peugeot e-Expert, chegou a vez da Stellantis anunciar que será vendido aqui, ainda este ano, outro modelo eletrificado, no caso, o Citroën e-Jumpy.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 12, pela diretora da marca, Vanessa Castanho, em apresentação online que pouco revelou a respeito do modelo: ainda estão ocultos pelo biombo corporativo, por exemplo, o preço, tipo de motor, configuração das baterias, autonomia e em quais cidades será vendido.


– LEIA TAMBÉM
Stellantis confirma no Brasil utilitário elétrico Peugeot e-Expert
Citroën apresenta o novo C3, que só chega em 2022
Peugeot inicia venda do 208 elétrico com apenas duas cidades


Por outro lado, a companhia comentou com mais detalhe os objetivos que pretende alcançar com a marca Citroën no mercado brasileiro por meio desta nova oferta já sob o controle da Stellantis. O mais importante, projetado para 2024, trata da conquista de um market share de 4% com a chegada dos novos modelos. Hoje a fatia é de 1,2%.

Para chegar a esta fatia do mercado foi adotada estratégia baseada em quatro pilares. Um deles é baseado em conceito denominado inovação acessível – na prática seria algo como viabilizar o acesso ao consumidor médio veículos equipados com recursos que, na maioria dos casos, são realidade apenas em segmentos mais altos.

A ideia já foi difundida pela marca no lançamento do novo C3, que em teoria foi reposicionado em faixa mais acessível de preço. Ainda não se sabe quais serão os atrativos tecnológicos que a marca promete. O que, sim, é conhecido, diz respeito à nova plataforma e ao novo design do compacto.

Mas voltando ao elétrico e-Jumpy, o modelo utilitário é considerado parte importante do planejamento da marca em busca de maior participação. Isso porque ele chega para atender a um segmento que ganhou proporção em termos de demanda durante a pandemia, no caso, o da distribuição urbana.

O apelo elétrico, além de reforçar a expansão da nova gama de veículos Stellantis com este tipo de motorização no mercado regional, representa também a oportunidade de se explorar as demandas de grandes frotistas que pretendem se inserir no contexto do ESG, seja por necessidade própria ou por exigência dos embarcadores, assim como acontece no segmento de caminhões leves.

Na Europa, onde é produzido, o veículo é oferecido com motor elétrico de 136 cavalos, o mesmo do Peugeot e-208 GT. A bateria da versão europeia é de até 75 kWh e a autonomia é de até 330 quilômetros por carga. Ele é construído sobre a plataforma EMP2.

Fonte: Automotive Business

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO