Fim de ano: veja os 5 elétricos mais baratos do Brasil

Segmento que vem crescendo no País, os carros elétricos têm preços cada vez mais competitivos com boas opções entre R$ 120 mil e R$ 150 mil
Fim de ano: veja os 5 elétricos mais baratos do Brasil
Caoa Chery iCar leva a categoria de carros elétricos como o modelo mais em conta Crédito: ALEX SILVA/ESTADAO

Por Thais Villaça, Especial para o Jornal do Carro

Carros elétricos começaram a dar passos mais largos no mercado brasileiro em 2023. Em relação a novembro do ano passado, o crescimento foi de extraordinários 340%, por exemplo. Ainda assim, é um segmento muito pequeno em relação ao mercado total, com 3.197 emplacamentos até o fechamento do último mês. 

A categoria foi inundada por novos modelos, e até novas marcas desembarcaram por aqui. A infraestrutura continua sendo um problema, mas vem melhorando. Assim como os preços, que apesar de estarem cada vez mais acessíveis, ainda são altos para boa parte da população.


Leia Mais


Preços dos elétricos vem caindo

Se os primeiros elétricos chegaram ao Brasil com preços proibitivos, essa realidade começa a mudar. E o grande responsável por essa revolução foi o BYD Dolphin. O hatch elétrico, que deve ser fabricado no País quando a fábrica da BYD foi concluída em Camaçari (BA), estreou com preço competitivo, fazendo com que a concorrência baixasse os preços.

Com o chamado “efeito Dolphin”, alguns modelos reduziram os valores em até R$ 100 mil nos últimos meses. Logo, hoje é possível encontrar na categoria boas opções até entre os mais baratos, em uma faixa de preço que flutua entre R$ 120 mil e R$ 150 mil. Mas fique de olho, já que com a volta da cobrança do imposto de importação, esse cenário pode mudar a partir do ano que vem. Conheça abaixo os veículos elétricos acessíveis do Brasil.

Caoa Chery/Divulgação

1 – Caoa Chery iCar – R$ 119.990

Com preço de R$ 119.990, o pequenino (e divertido) Caoa Chery iCar leva o título de elétrico mais barato do Brasil. Ele é equipado com motor elétrico instalado na traseira de 61 cv e 15,3 mkgf. Desse modo, o desempenho é totalmente urbano, com aceleração de 0 a 100 km/h feita em 12,9 segundos e velocidade máxima de 120 km/h.

Suas medidas são de 3,20 m de comprimento e entre-eixos de 2,15 m. Por ser extremamente compacto, o volume do porta-malas é de irrisórios 100 litros. Na lista de itens de série, contudo, é bem completinho. Traz equipamentos como ar-condicionado automático, direção elétrica, partida por botão, câmera de ré, carregador de celular por indução, central multimídia com tela de 10,25”, dois modos de condução, teto panorâmico fixo e rodas de liga leve de 15”.

JAC E-JS1
JAC/Divulgação

2 – JAC E-JS1 – R$ 126.900

Ocupando a segunda posição da lista está o JAC E-JS1, por R$ 126.900. O compacto chinês tem motor elétrico que rende 62 cv e 15,3 mkgf – praticamente os mesmos números do iCar, mas com propulsor instalado na dianteira. Acelera até os 100 km/h em 10,7 segundos, mas sua velocidade final é de 110 km/h. 

Nas dimensões, mede 3,65 m e tem 2,39 m de distância entre os eixos, enquanto o bagageiro carrega só 121 litros. Tem na lista de itens de série piloto automático adaptativo, sensor e câmera de ré, bancos revestidos de couro sintético, central multimídia com tela de 10,25”, painel de instrumentos digital e rodas de liga leve aro 14.

Black Friday
DIOGO DE OLIVEIRA/ESTADÃO

3 – Renault Kwid E-Tech – R$ 139.990

O Renault Kwid e-tech chegou a ocupar a segunda posição entre os carros mais baratos no mês passado durante uma ação promocional de Black Friday, quando recebeu um desconto de R$ 16.500. Entretanto, já retornou ao preço normal de R$ 139.990, o que o deixa na terceira colocação. Sob o capô está o motor elétrico dianteiro de 65 cv e 11,5 mkgf de torque. Chega aos 130 km/h de máxima, mas a aceleração de 0 a 100 km/h acontece em 14,6 segundos.

O comprimento do modelo é de 3,73 m e o entre-eixos de 2,42 m. Seu porta-malas leva 290 litros, o que já é um avanço em relação a todos os rivais desta lista. Por fim, na lista de equipamentos há ar-condicionado, direção elétrica, seis airbags, monitoramento de pressão dos pneus, controle de estabilidade, assistente de partida em rampas, central multimídia de 7” com espelhamento para Apple CarPlay e Android Auto e conjunto óptico full-LED.

BYD-Dolphin-Divulgação-BYD
BYD/Divulgação

4 – BYD Dolphin – R$ 149.800

O BYD Dolphin chegou causando uma revolução entre os carros elétricos, fazendo com que o preço de muitos rivais despencasse para aumentar a competitividade no segmento.Por R$ 149.800, traz motor elétrico dianteiro de 95 cv e 18,3 mkgf. Em termos de desempenho, chega aos 100 km/h em 10,9 segundos e atinge máxima de 160 km/h.

Nas medidas, tem 4,12 m de comprimento e 2,70 m de entre-eixos – o mesmo que o de um Toyota Corolla, por exemplo. Já o porta-malas leva 250 litros. Na lista de equipamentos, destaque para ar-condicionado, direção elétrica, controles de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas, seis airbags, chave presencial, sensores de estacionamento traseiro, câmera panorâmica em HD, painel de instrumentos digital, três modos de condução, faróis full-LED, central multimídia com tela de 12,8” e rodas de liga leve aro 16.

GWM ORA 03
Jady Peroni/Jornal do Carro

5 – GWM Ora 03 Skin – R$ 150 mil

Fechando a lista aparece outro novato, o GWM Ora 03. A versão de entrada Skin custa R$ 150 mil e chegou para ser uma clara ameaça ao Dolphin. Entretanto, é de longe o mais potente da lista, com motor dianteiro que gera 171 cv e 25,5 mkgf  de torque. Assim, sua aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 8,2 segundos, enquanto a velocidade máxima chega a 160 km/h.

Nas medidas, são 4,26 m de comprimento e 2,65 m de entre-eixos, enquanto o porta-malas leva 228 litros. Na lista de itens de série, destaque para revestimentos internos de couro,  ar-condicionado automático, direção elétrica, controle de tração, assistente de partida em rampas, duas telas integradas de 10,25” cada (uma para o painel de instrumentos e outra para a central multimídia), sete airbags, conjunto óptico full-LED, câmera 360º com nove opções de visualização, frenagem autônoma de emergência, ACC adaptativo, monitoramento de faixa com correção, alerta de tráfego cruzado, assistente de ponto cego e rodas de liga leve de 18”.

Fonte: Estadão

Programa EMPRESA AMIGO DO VAREJO