Fiat lidera, mas Toyota e Caoa Chery são os destaques no quadrimestre


Marcas japonesa e sino-brasileira foram as que mais conquistaram market share; italiana ainda é a primeira (Por Fernando Miragaya, AB
Fiat lidera, mas Toyota e Caoa Chery são os destaques no quadrimestre

Em um mercado ainda em queda e indefinido, como revelaram os dados de abril da Fenabrave, a participação das marcas traz algumas surpresas no primeiro quadrimestre de 2022. A Fiat mantém sua liderança inquestionável no acumulado do ano, porém, enquanto a maioria das montadoras anota recuo de vendas, a Toyota registra alta significativa nos emplacamentos e no market share. Outra que surpreende é a Caoa Chery, com o maior crescimento de vendas na comparação com janeiro-abril de 2021.

Pela soma de emplacamentos divugada pela federação que reúne as concessionárias do país, a Toyota teve quase 22% de acréscimo nas vendas no primeiro quadrimestre na comparação com o mesmo período do ano passado. Com isso, a fabricante avançou 4 pontos percentuais (p.p.) e hoje é a terceira maior fabricante do país em participação de mercado, com 11,1% na soma de automóveis de passeio + comerciais leves.

A Toyota fica atrás da General Motors – que ainda vê as vendas desidratarem por causa da paralisação na produção da linha Onix, seu maior volume de vendas no país – e da líder Fiat. A marca italiana também perdeu mais de 18% em emplacamentos, porém evoluiu 1.2 p.p. em market share. Desta forma, se manteve na liderança no quadrimestre, com 22,2%.

Já a Caoa Chery ainda está londe de figurar entre as maiores do mercado, contudo pode se gabar de ter registrado o maior crescimento de vendas nos quatro primeiros do ano. A marca sino-brasileira – que acaba de anunciar que vai parar sua fábrica de Jacareí (SP) – assinalou 43% de aumento nos emplacamentos desde o mesmo período de 2021. Desta forma, o market share cresceu 1,1 p.p. e chega a 2,5% para se firmar no top 10 das motadoras do país.

Fiat faz barba e cabelo

Na participação de mercado, a Fiat reina absoluta nas duas categorias. Entre os automóveis de passeio em abril, a marca italiana teve 18,4% de market share, seguida de perto pela General Motors, com 16,8%. Em terceiro vem a Hyundai (12,7%) e, em quarto, a Toyota (11,6%).

Na parte de comerciais leves, cinco em cada 10 veículos vendidos no país em abril foram da Fiat, que anotou 53,1% de participação. Na vice-liderança aparece a Toyota, com 15,2%. Fecha o pódio do mês passado a GM, com 10,2%.

No geral, a Fiat foi a marca com maior participação de mercado em abril de 2022, com mais de 25%. A GM ficou na segunda colocação, com 15,5%, seguida da Toyota, com 11,9%. Confira a fatia do bolo de cada marca no gráfico abaixo.

A liderança da Fiat não se repete no acumulado do ano entre os automóveis de passeio. Nesta parte do mercado, a General Motors é a primeira, com 15,3% de participação do mercado. A italiana aparece em segundo, com 14,7%. Na sequência vem Hyundai (13,1%) e Volkswagen (10,6%).

Entre os comerciais leves, contudo, a Fiat mantém mais da metade do market share na soma de emplacamentos do quadrimestre, com 52,5% de mix. A Toyota aparece com 13,4% e a GM, com 8,2%.

Na soma de autos e comerciais leves no primeiro quadrimestre, Fiat em primeiro novamente, com 22,2%. General Motors e Toyota completam o pódio. Confira a participação de mercado total no acumulado do ano abaixo.

Nos carros mais vendidos, o fator Stellantis

Já a dança dos números dos carros mais vendidos mostra que a Stellantis continua dominante no país. Seis dos 10 modelos mais emplacados do mercado no mês passado são do grupo automotivo, com vendas puxadas por Fiat e Jeep. Ao mesmo tempo, a Hyundai mantém a liderança entre os automóveis de passeio, mas vê o Chevrolet Onix no retrovisor.

O ranking de emplacamentos de abril da Fenabrave mostra que a Fiat Strada foi, mais uma vez, o carro mais vendido do país (entre automóveis e comerciais leves). Foram quase 8 mil unidades no mês. 

HB20 na ponta entre os carros de passeio

Só entre os veículos de passeio (hatches, sedãs, SUVs e minivans), a liderança se mantém com o Hyundai HB20, com aproximadamente 6,5 mil unidades entregues, seguido do Fiat Mobi, com quase 6 mil emplacamentos. Em terceiro surge o Chevrolet Onix, com mais de 5,5 mil carros comercializados.

Na parte de comerciais leves, a dobradinha da Fiat segue firme. Além da Strada em primeiro, a Toro foi a segunda colocada em abril, com mais de 5,1 mil unidades. Fecha o pódio a Toyota Hilux, com aproximadamente 4 mil unidades vendidas. Confira o ranking dos carros mais vendidos do país no mês passado.

Primeiro quadrimestre

No acumulado do ano, a Strada também se mantém absoluta. No quadrimestre, a picape pequena da Fiat acumula quase 30 mil unidades negociadas. O ranking de emplacamentos da Fenabrave entre os comerciais leves para estes quatro meses do ano também pouco se altera, com Toro em segundo e Hilux, em terceiro.

Na categoria de carros de passeio, o Hyundai HB20 continua na ponta, com mais de 25 mil unidades. Porém, na vice-liderança aparece o Chevrolet Onix, que já foi o carro mais vendido do país por cinco anos seguidos – mas que ainda sofre com os problemas na produção em Gravataí (RS) devido ao abastecimento de semicondutores. Em terceiro lugar no acumulado do ano está o VW T-Cross.

Dança das cadeiras entre os SUVs

No segmento que mais cresce no país – e no mundo -, a Fiat surpreendeu. Em abril, o Pulse foi o SUV mais emplacado do país, ao superar as 5,5 mil unidades. Em segundo veio o Jeep Compass (4.766), seguido de VW T-Cross (4.570), Chevrolet Tracker (4.410) e Hyundai Creta (4.255).

Na soma de carros mais vendidos do primeiro quadrimestre, porém, o modelo da Volks dá as cartas. O T-Cross registra 20.157 no acumulado, com mais de 10% de participação em toda a categoria de SUVs. Em segundo vem o Compass (19.001) e, em terceiro, o Creta (16.921). Nestes quatro meses, o Pulse só aparece em sétimo, com pouco mais de 14 mil unidades.

Fonte: Automotive Business

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO