Emplacamento de veículos elétricos bate recorde no Brasil no mês de junho


Emplacamento de veículos elétricos bate recorde no Brasil no mês de junho

Pela primeira vez, o veículo elétrico mais emplacado no Brasil foi um comercial leve, o Furgão BYD eT3

Os veículos elétricos já são realidade na Europa, EUA e na Ásia, e esta tendência está ganhando espaço no mercado brasileiro. A prova disso é o balanço entregue pela Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), que mostrou que no primeiro semestre de 2021 o crescimento das vendas foi de 84% em relação ao ano anterior, levando ao emplacamento de 13.899 novos veículos. No mês de junho, o crescimento foi de 13% em relação a maio, com 3.507 novos emplacamentos.

Pela primeira, o veículo elétrico mais emplacado no Brasil foi um comercial leve, o Furgão BYD eT3. Em junho, a BYD emplacou no país 82 furgões BYD eT3. Estes veículos foram destinados à TB Green, empresa de soluções integradas de locação de frotas verdes, fornecimento de mão de obra e gestão de resíduos e limpeza urbana. Os veículos serão operados por empresas de e-commerce focadas na logística verde em São Paulo e no Rio de Janeiro. Carlos Roma, Diretor Geral da TB Green acredita que “A adoção dos 100% elétricos será inicialmente puxada por corporações que busquem de fato cumprir com o ESG, que tenham aplicações de serviço 24/7, que estejam abertas para abastecê-los com energias limpas como a fotovoltaica, e que aqui na TB Green chamamos de projeto “Sun to Wheel”. Não é apenas o veículo elétrico, formamos internamente os Green Pilots que pertencem às minorias sociais, dirigem de forma eficiente e dão exemplo de cidadania e comportamento correto no trânsito”.

Para Adalberto Maluf, diretor de Marketing e de Sustentabilidade da BYD, “De um lado, governos locais criam incentivos para a logística verde, e de outro, as empresas vêm fortalecendo sua agenda ESG, com a mobilidade elétrica sendo uma das melhores formas de reduzir emissões e construir um ambiente urbano mais limpo e saudável a todos.”

Globalmente, a BYD vendeu 49.765 veículos de passeio em junho, incluindo veículos elétricos e à combustão, o que representa um aumento de 52,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior e uma elevação de 10,2% das vendas mensais. Mais especificamente, as vendas dos automóveis elétricos alcançaram 40.116 unidades, um crescimento de 207,1% em relação ao ano anterior e de 26,6% em relação ao mês anterior.

Para o segundo semestre, a BYD continuará aumentando sua capacidade de produção para atender à demanda do mercado e utilizará tecnologias inovadoras, como o sistema híbrido DM-i e bateria Blade, para continuar a estimular o crescimento do mercado.

Cidade de São Paulo aumenta o incentivo aos veículos elétricos
No dia 8 de junho, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, sancionou a Lei nº 17.563, por meio da qual os proprietários de carros elétricos no município poderão ter o valor pago de IPVA retornado a eles por meio de depósito em conta corrente ou em forma de desconto no IPTU. Outra lei já existente no município prevê isenção de 50% no valor do IPVA para veículos elétricos, híbridos ou movidos a hidrogênio. Além destes benefícios, os veículos elétricos são isentos de rodízio na cidade.

Sobre a BYD
A BYD foi por quatro anos consecutivos (de 2015 a 2018) a maior fabricante global de baterias de lítio-ferro e de veículos elétricos e plug-in. A empresa está presente nos seis continentes, com veículos operando em mais de 300 cidades de 50 países. Superando 220 mil funcionários distribuídos em mais de 30 fábricas ao redor do globo (sendo 20 mil engenheiros pesquisadores que já desenvolveram acima de 24 mil patentes). A BYD é ainda a segunda maior fornecedora de componentes para celulares, tablets e laptops no mundo. Em 2019, a empresa alcançou a terceira posição entre as companhias que estão mudando o mundo para melhor, “Change The World”, da Revista Fortune, e, em 2016, ganhou o prêmio Zero Emission Eco system da ONU, entre outros prêmios internacionais.

No Brasil, a BYD abriu sua primeira fábrica em 2015 para produção de chassis de ônibus elétricos e comercialização de veículos e empilhadeiras em Campinas, interior de São Paulo. Em abril de 2017, inaugurou sua segunda planta, para produção de módulos fotovoltaicos, consolidando-se como uma das líderes desse importante mercado no Brasil. Em 2020, a BYD iniciou a operação de sua terceira planta fabril no País, em Manaus, para a produção de baterias. A BYD também é responsável por dois projetos de SkyRail (monotrilho) no país: Em Salvador, com o VLT do Subúrbio, e na cidade de São Paulo, com a Linha 17 – Ouro. A BYD Brasil emprega 365 funcionários nas cidades de Campinas, São Paulo, Salvador, Manaus, Vitória, Curitiba e Rio de Janeiro. Em abril de 2021, a BYD Brasil passou a integrar o Pacto Global, iniciativa da Nações Unidas (ONU) para mobilizar a comunidade empresarial na adoção e promoção, em suas práticas de negócios, de Dez Princípios universalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção.

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO