Denso do Brasil compensa emissões de carbono em parceria com a Moss


Empresa fez a compensação equivalente a 2.890 toneladas de CO2 referentes às emissões de gases de efeito estufa (GEE) do consumo de gás e energia elétrica das unidades de Santa Bárbara d´Oeste e Curitiba em 2021
Denso do Brasil compensa emissões de carbono em parceria com a Moss

Líder em inovação tecnológica em sistemas e componentes para as grandes montadoras do setor automotivo, a Denso do Brasil acaba de compensar 100% das emissões de carbono das suas plantas de Santa Bárbara d’Oeste e Curitiba (PR), com volume equivalente a 523 voltas de carro em torno da Terra. Pela iniciativa, a empresa recebeu o selo Carbon Neutral da Moss, climatech brasileira pioneira e líder na comercialização de crédito de carbono e de soluções ambientais em blockchain com atuação significativa no cenário internacional.

De forma pioneira, a própria Denso realizou o inventário que leva em consideração o resultado direto e indireto das emissões de gases de efeito estufa das operações. O processo teve certificação de Neutralização, junto à Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), validada por um órgão independente e com adesão ao PBGHGprotocol. Seguindo os protocolos, a empresa passou por processo de verificação de conformidade e certificação de neutralização junto ao órgão de acreditação ABNT.

O diagnóstico – referente às emissões de gases de efeito estufa (GEE) do consumo de gás e energia elétrica no ano de 2021 – mostrou que a empresa emitiu o equivalente a 2.890 toneladas de CO2. Todo o processo passou pela verificação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que validou todos os cálculos e emitiu a Declaração de Conformidade, documento que garante que a empresa seguiu todas as especificações técnicas.

Desde 2012 que a Denso vem trabalhando na redução das emissões de CO2. “Nesse período, já reduzimos em 66% as nossas emissões. Com essa conquista, a empresa reafirma o compromisso na redução da pegada de carbono, para neutralizar suas emissões e construir um futuro mais sustentável e com maior bem-estar para todos”, explica Graziela Marrafon, gerente de Segurança e Meio Ambiente da Companhia. O desafio agora, de acordo com a responsável pela área, é expandir a conquista do carbono neutro para todas as unidades da Denso da América do Sul.

“A democratização do crédito de carbono que a Moss vem promovendo é essencial para que empresas de diferentes segmentos e tamanhos possam contribuir com ações que combatam o desmatamento da floresta amazônica. Acreditamos que esse modelo irá permitir cada vez mais a adesão de empresas como a Denso na execução de uma agenda sustentável por meio da compensação de emissões de carbono”, diz Luis Felipe Adaime, CEO e fundador da Moss. 

A compensação foi realizada por meio do MCO2, um token que representa um crédito de carbono registrado em blockchain. Cada crédito de carbono equivale a uma tonelada de gás carbônico que deixa de ser emitida. O MCO2 já foi usado por mais de 300 empresas para realizar a compensação de emissões de carbono, movimentando um volume superior a R$150 milhões, beneficiando projetos de conservação da floresta amazônica.

Os créditos gerados pela compensação da Denso vão beneficiar todos os projetos ambientais apoiados pela Moss como Santa Maria, Madre de Dios, Agrocortex e Ituxi, que impactam positivamente na conservação das Florestas da Amazônia e no desenvolvimento social e econômico das comunidades locais.

Sobre a Denso
A Denso é uma fornecedora global no ramo de mobilidade que desenvolve tecnologia avançada e componentes para quase todos os veículos e modelos que rodam hoje em dia. 
Tendo sempre o trabalho manual como seu principal valor, a Denso investe em 35 países para produzir sistemas termais, de powertrain, mobilidade, eletrificação e eletrônicos, criando empregos que impactam diretamente em como o mundo se move. Seus mais de 170.000 colaboradores estão construindo um caminho para um futuro onde a mobilidade melhore vidas, elimine acidentes e preserve o meio ambiente.

Sobre a Moss
Moss é uma climatech, empresa de tecnologia para serviços ambientais através de conhecimento e tecnologia em blockchain. Em 2020, criou o MCO2, o primeiro token lastreado em crédito de carbono usado para compensação de gases de efeito estufa. Desde março de 2020, a Moss já transacionou mais de 150 milhões de reais que ajudaram a conservar, aproximadamente, 152 milhões de árvores na Amazônia em projetos certificados e auditados internacionalmente. O MCO2 Token está listado em plataformas como Mercado Bitcoin e NovaDAX, e globalmente na Coinbase, Gemini e Uniswap.

Informações para a imprensa:
Moss//Nova PR – moss@novapr.com.br
Rodrigo Moraes – rodrigo.moraes@novapr.com.br
Bianca Rossoni – bianca.rossoni@novapr.com.br
Bruno Galo – bruno.galo@novapr.com.br

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO