Atuação dos filtros no processo de fabricação de autopeças


Abra Talks destaca exemplo de como a filtração está envolvida no processo produtivo de uma indústria de autopeças
Atuação dos filtros no processo de fabricação de autopeças

A filtração é reconhecidamente fundamental à saúde. Os filtros estão presentes em diversas aplicações, tendo relevante papel nos processos industriais para a fabricação de produtos, insumos ou tratamento de água e efluentes, impedindo, assim contaminações. Na Schaeffler, empresa alemã de autopeças, com mais de 84 mil colaboradores no mundo, em 50 países, a filtração é bastante importante na fábrica. “Toda a água que entra na fábrica sai igual ou melhor que na condição de entrada”, afirmou Attilio Gioielli, PM & Technical Service Senior da Schaeffler Group Brazil, no dia 17 de março, no “Abra Talks”, evento virtual mensal da Abrafiltros – Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas – Automotivos e Industriais, quando ministrou a palestra “Filtros automotivos: durabilidade e performance de autopeças”. Resíduos poluentes são tratados e a fabricante até já conquistou prêmio pelo tratamento de água e esgoto. Na usinagem, o ar também é tratado, partículas e líquidos refrigerantes, tudo é tratado. A filtração é envolvida em todas as áreas da fábrica tanto quanto nos rolamentos.

No setor de peças de reposição automotiva, Gioielli lida com componentes de suspensão (FAG) e motor (INA) dos segmentos leve, pesado e agrícola. Com relação à importância da filtração, destacou a parte de motores, elementos hidráulicos, tuchos, balancins flutuantes, tensionamento de correias, que fazem a tensão do sistema automático do carro para melhorar a eficiência. “Estes componentes bem adequados e filtrados proporcionam melhor aproveitamento do consumo de combustível, gerando assim menor contaminação”, ressaltou Gioielli, acrescentando: “Uma peça de motor que esteja sendo mal tratada ou por falta de manutenção preventiva ou por falta da troca de óleo no período estipulado, prejudicará a emissão de gases”.

Os tuchos hidráulicos, peça que fica entre o comando de válvula do motor e a válvula, compensam as folgas através do óleo do motor. “Os tuchos contam com uma parte externa, que faz o contato mecânico com o comando de válvula, e dentro possuem reservatório de óleo do próprio motor, que deve ser filtrado já que será aproveitado e fará a compensação da folga através da variação de pressão”, explicou Gioielli, ressaltando que a câmara de alta pressão necessita de óleo extremamente puro e de elevada qualidade, ou seja, com partículas inferiores a 0,2 milímetros circulando pelo motor. Portanto, a importância do filtro de óleo é enorme para não contaminar a câmara de alta pressão. Caso as partículas se instalem na válvula de alta pressão vai deixá-la aberta ou semiaberta e ocorrerá perda de pressão, reduzindo eficiência, potência do motor, bem como uso maior do combustível para gerar a mesma potência, além de maior contaminação do meio ambiente.

Na opinião dele, o filtro deve ser substituído sempre que efetuar a troca do óleo de motor para não correr risco de comprometer o óleo ou até gerar custos maiores com a manutenção do motor e troca de peças. Peças, que com a manutenção preventiva adequada, dificilmente seriam trocadas durante a vida útil do motor.

Citou também a importância dos filtros mecânicos, como o que envolve absorção de vibração torsional do motor para que não ocorra quebra prematura de componentes; circuitos acessórios, ar-condicionado, carregamento da bateria, entre outros. “Circuitos que também não forem bem tratados com sistema de filtragem comprometem a segurança”, comentou. Graxa e lubrificante filtrados também são importantes nos rolamentos, que atuam na faixa de décimo de mícron. “A superfície destas peças trabalham com fração de milésimo de milímetro, se tiver qualquer tipo de rugosidade implica na redução de vida útil ou na perda de potência do motor”, alertou.

O “Abra Talks” contou com mais duas apresentações. Inicialmente, às 9h, Marcelo Bernardini, especialista na fabricação de filtros para controle de contaminação ambiental e consultor pela MBS Services, falou sobre “Despoeiramento Industrial”, em seguida, o engenheiro químico e especialista em Gestão Ambiental Urbana pela UFRN Pedro Galvão apresentou o tema “A importância dos filtros no saneamento”.

Para o presidente da Abrafiltros, João Moura “os filtros utilizados na indústria automotiva têm papel fundamental na durabilidade e performance das autopeças.”

A próxima edição do Abra talks acontece no dia 7 de abril, das 09h às 11h. A programação do evento conta com os seguintes temas “Melhoria na confiabilidade de equipamentos hidráulicos e TCO, com Eng° Daniel Costa – Supervisor de Vendas da Hengst Filtration, “Processos de filtração no tratamento de água para o consumo humano, com Profa. Dra. Camila Clementina Arantes – UFABC e Filtros Automotivos & Veículos de Alta Performance, com Eng° Renan Franzoi – Gestor de projetos de alta performance.

As inscrições são gratuitas pelo link: https://lnkd.in/gDuUWgTk.

Sobre a Abrafiltros:

Criada em 2006, a Abrafiltros – Associação Brasileira das Empresas de Filtros e seus Sistemas – Automotivos e Industriais – tem a missão de promover a integração entre as empresas de filtros e sistemas de filtração para os segmentos automotivo, industrial, tratamento de água, efluentes e reúso, representando e defendendo de forma ética os interesses comuns e consensuais dos associados.

Mais informações
Verso Comunicação e Assessoria de Imprensa
Majô Gonçalves – MTB 24.475
versocomunicacao@uol.com.br
Solange Suzigan 
versocomunicacao1@uol.com.br
(11) 4102-2000 / 99905-7008
www.versoassessoriadeimprensa.com.br
https://www.facebook.com/verso.assessoria

Compartilhe

Programa EMPRESA AMIGA DO VAREJO