Notícias locais

7 de abril de 2021

Sabesp suspende cortes em estabelecimentos comerciais até 30 de abril


As medidas são essenciais para reduzir os prejuízos econômicos suportados pela iniciativa privada, decorrentes da pandemia do coronavirus

A Diretoria Colegiada da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo – SABESP[1] prorrogou até 30 de abril de 2021 a vigência das medidas para minimização dos impactos econômicos da pandemia em estabelecimentos comerciais e de serviços, conforme segue:

i)             Suspensão de cortes e renegociação de débitos de clientes comerciais e de serviços dos municípios operados que estejam nas fases laranja e vermelha do Plano São Paulo/Covid-19;

ii)            Os débitos existentes, incluindo os acordos firmados durante o período da pandemia, serão renegociados sem aplicação de multa e juros, apenas correção monetária conforme política e procedimento da SABESP;

iii)           O prazo para parcelamento é de 12 meses, a partir da repactuação dos saldos em aberto;

iv)           Não haverá nenhuma ação de negativação por débitos até o final de abril/2021; e

v)            Os estabelecimentos que eventualmente tenham sido negativados durante a pandemia terão os efeitos suspensos imediatamente após a repactuação dos débitos com a SABESP.

Essas medidas são essenciais para reduzir os prejuízos econômicos suportados pela iniciativa privada, decorrentes da pandemia do coronavirus, e estão em consonância com os pleitos que a FECOMERCIO SP tem apresentado ao poder público.

Para maiores informações, acesse o link com a deliberação da SABESP sobre essas medidas: SABESP FATO RELEVANTE


[1] Decisão publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo – Caderno Empresarial – Volume 131 –  Número 52 – p. 127 – 18/03/2021, em atendimento ao disposto no artigo 157, §4º da Lei nº 6.404/76 e às disposições da Instrução CVM nº 358/02, em continuidade ao Fato Relevante de 03 de fevereiro de 2021.

Fonte: FecomercioSP

Voltar para Notícias

parceiros