Siga-nos:

Salão Moto Brasil abraça Maio Amarelo

Compartilhar:

Preocupação com elevado número de vítimas de acidentes integra programação do evento do segmento duas rodas que acontece no Riocentro de 25 a 27 de maio

Com o objetivo de oferecer ao apaixonado por duas rodas o mais completo evento do segmento, o Salão Moto Brasil vai além de novidades e atrações. Abraçando o movimento Maio Amarelo, o evento oferece palestras e educação aos motociclistas, afinal, o trânsito deve ser seguro para todos seja qual for a situação.

Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito que tem nesta 5ª edição o tema “Nós somos o trânsito”. Segundo o DataSUS, no Brasil mais de 37,3 mil pessoas morrem todos os anos vítimas de acidentes de trânsito.

No ano em que o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) completa 20 anos de vigência, de acordo com estudo feito pelo Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), foram gastos aproximadamente R$ 36 bilhões por ano com acidentes de trânsito nestas duas décadas, no total de R$ 720 bilhões.

Mais do que valores gastos, é preocupante o número de sequelas e vidas perdidas. No mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem anualmente em acidentes de trânsito. “Os dados são alarmantes e com a mudança de data de janeiro para maio, o Salão Moto Brasil abraçou com mais força a causa do movimento Maio Amarelo que vem ao encontro com nossas diretrizes”, afirma Gustavo Lorenzo, organizador do evento.

Por este motivo, e como aconteceu nas edições anteriores, o Salão Moto Brasil programou palestras diárias de educação e informação. As vagas são limitadas e serão abordados temáticas variadas com destaque à segurança e bem-estar do motociclista no trânsito.

“Acreditamos no ensino e na divulgação de informações para ajudar na formação de motociclistas conscientes. Também é o nosso papel enquanto evento que valoriza o motociclista e tudo que o envolve”, diz Gustavo Lorenzo, organizador do evento.

É o caso da palestra do piloto Leandro Mello, por exemplo, que abordará conhecimentos gerais sobre a motocicleta e a pilotagem defensiva. “Através de um bate-papo descontraído, gosto de dar dicas desde a postura sobre a motocicleta até os principais cuidados com o veículo”, explica Leandro Mello. “Sempre deixo espaço aberto para perguntas e essa interação funciona perfeitamente”, ele complementa.

O Salão Moto Brasil tem como apoiadores institucionais AMO-RJ (Associação dos Motociclistas do Rio de Janeiro), DETRAN-RJ, FMCRJ (Federação de Motoclubes do Rio de Janeiro), ONSV, Rio Convention & Visitors Bureau e RIOTUR.

SOBRE

A 8ª edição do Salão Moto Brasil acontece nos dias 25, 26 e 27 de maio, no Pavilhão 2 do Riocentro, no Rio de Janeiro, e irá apresentar as principais novidades e tendências do setor motociclístico nacional. Um dos eventos mais importantes do país, em 2017, o Salão contou com a participação de seis mil profissionais da área, 125 expositores com produtos de 400 marcas e 92 mil visitantes.

SERVIÇO

8ª edição do Salão Moto Brasil – Bike & Art Show

Quando: dias 25, 26 e 27 de maio de 2018

Local: Riocentro, Pavilhão 2

Endereço: Rua Salvador Allende, 6.555, Barra da Tijuca - Rio de Janeiro (RJ)

Ingressos: Ingresso Rápido

Estacionamento: Gratuito para motos e triciclos

Mais informações: pelo site salaomotobrasil.com.br ou pelos telefones (21) 3328-1563 ou (11) 2631-7057

Salão Moto Brasil

Divulgação Movimento Maio Amarelo

"Nós somos o trânsito" é o lema do movimento Maio Amarelo 2018.
Divulgação Movimento Maio Amarelo

Campanha Maio Amarelo 2018.
Movimento Maio Amarelo

Campanha Maio Amarelo 2018.
Movimento Maio Amarelo

VGCOM - VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Jornalista Responsável: Vanessa Giannellini
Tels. (11) 3213-9972 - (11) 2155-0246
Vanessa Giannellini (11) 9-9875-7353 - Vivo

Maio Amarelo: Ford alerta sobre os riscos de distrações ao volante

Além do conhecimento e habilidades necessários para ter o pleno controle do veículo em movimento, o trânsito requer 100% de atenção ao volante. Normalmente, as situações críticas, que requerem manobras de emergência, ocorrem inesperadamente e precisamos tomar decisões em milésimos de segundo.

“Qualquer atividade que o motorista exerça com o veículo em movimento que não seja dirigir, como conversar continuamente, procurar por locais, endereços ou objetos no carro, animais soltos ou até mesmo fumar pode colocar a segurança em risco”, afirma Marcus Romaro, engenheiro de tráfego do Campo de Provas da Ford em Tatuí.

Sem dúvida alguma, o mau uso do celular é uma das principais causas de distração nos dias de hoje, pois afeta diretamente nossa concentração, representando perigo não só na condução do veículo, mas também ao caminhar mexendo no aparelho, já que o usuário pode cair e sofrer lesões ou até mesmo ser atropelado ao atravessar a rua.

Para se ter uma ideia, o tempo que o motorista leva para tirar uma selfie dirigindo um carro a 100 km/h equivale a uma volta em uma quadra de atletismo com os olhos vendados (veja o infográfico anexo). Com o tempo gasto, em média, para checar as redes sociais nesta mesma velocidade, o veículo pode percorrer 560 metros ou cinco campos de futebol.

“Outro ponto a considerar é que a falta de conforto, seja térmico, acústico ou da suspensão, contribui muito para a perda de concentração, isso sem falar no cansaço, que é um dos principais fatores de distração e, consequentemente, de acidentes no trânsito”, alerta Romaro.

Segudo o engenheiro, um estudo norte-americano feito com mais de 3.500 motoristas da revista “Proceedings of the National Academy of Sciences” indicou que os condutores passam mais da metade do tempo envolvidos com alguma atividade que pode afetar a concentração. A pesquisa apontou ainda que 68% das 905 colisões registradas durante o estudo foram causadas por algum tipo de distração.

A falta de atenção por uso de celular ou pelo simples ato de arrumar o cabelo ao volante pode gerar desde uma colisão traseira simples, sem nenhum dano material, até acidentes graves como atropelamentos, capotamentos, colisões frontais por não manter o veículo na faixa ou não fazer uma curva, entre outros.

De acordo com Romaro, para evitar esse tipo de distração os motoristas devem parar em um local seguro para falar ou enviar mensagens pelo smartphone. “Nós não fomos projetados para o trânsito, ou seja, as situações de risco ocorrem em velocidades maiores do que a nossa capacidade de reagir”, explica. “Por isso, o automóvel é dotado de vários dispositivos, como espelhos retrovisores, freios mais eficientes, suspensões mais precisas e sensores cada vez mais modernos, como alerta de colisão, controle de tração e estabilidade e alerta de partida em rampa”, complementa o engenheiro.

Imprensa Ford

Tel. (11) 4174-9561/ 9487/ 9591

Para mais informações e imagens, acesse nosso site ou entre em contato com a Assessoria de Imprensa da Ford

Maio Amarelo | Métodos para garantir o cuidado dos pneus e evitar acidentes

Representante da Boss Pneus, selecionou dicas para aumentar a vida útil das quatro peças automotivas

Maio é o mês dedicado à atenção no trânsito. Mais do que adotar a direção defensiva, não beber antes de dirigir e respeitar as leis, a campanha Maio Amarelo busca alertar também para os cuidados com os veículos. Condutores devem estar atentos sempre à manutenção dos seus carros para garantir que eles estejam em perfeito estado de circulação. Um dos focos de cuidado deve estar nos pneus.  Cláudio Pereira, Gerente da Boss Pneus, selecionou algumas dicas para aumentar a vida útil das quatro peças automotivas e evitar acidentes:

- Em caso de carros de passeio e caminhonetes, recomendamos seguir a pressão indicada pelo fabricante do veículo. Essa informação é encontrada no manual do carro;

 

- Para Vans e Utilitários, recomendamos falar com um de nossos técnicos, para que seja possível avaliar a sua utilização e definir a pressão ideal para o pneu;

- Conferir a pressão, e corrigir se necessário, a cada 15 dias, com os pneus frios. Ao rodar com o veículo, os pneus esquentam e o ar comprimido se expande, fazendo com que a pressão aferida nessa situação aparente não seja a correta;

- Não se esquecer de também calibrar o estepe, pois ele também perde pressão com o tempo, e muitas vezes quando é necessário utilizá-lo, ele está com a pressão tão baixa (murcho) que não é possível ser usá-lo;

- Sobre o rodízio dos pneus é recomendado que seja realizado ao menos a cada 10 mil quilômetros, aproveitando a ocasião para verificar também o balanceamento dos pneus e a geometria do veículo;

- Evite frenagens e acelerações bruscas. E incorpore o hábito da direção econômica e segura como, por exemplo, ao ver que um semáforo está fechado, já reduza a velocidade, desacelerando o veículo. Com este hábito, além de economizar nos pneus, é possível evitar gastar mais combustível, freios e outros componentes. Além disso, a prática também gera uma sensação de segurança e conforto;

- Parece óbvio, mas é importante frisar: evite buracos. Eles são os principais causadores de danos irreversíveis nos pneus, como bolhas por exemplo. Em dias de chuva, essa situação fica ainda pior, exigindo uma atenção maior do condutor do veículo;

- Caso tenha comprado os pneus para utilização futura, mantenha-os guardados em um local seco, coberto, longe de lubrificantes ou qualquer produto que tenha como base de fabricação o petróleo;

- Fique sempre atento aos sinais do veículo. Se o volante estiver trepidando ou direção puxando para os lados, faça uma revisão o quanto antes! A utilização do carro nessas condições vai levar a um desgaste prematuro do pneu, comprometendo seu desempenho e também a segurança do veículo.

Informações para a imprensa – Oficina das Palavras

Martha Kienast – litoral1@grupoodp.com.br - (47) 3346-3797 / (47) 9 9994-1265

Boss Pneus

www.bosspneus.com.br

Nenhum comentário

Deixe um comentário