Siga-nos:

[Custo Certo] Você ainda está brincando com juros?

Compartilhar:

Sabe o que aconteceu no fim do ano passado?

As taxas do cheque especial e do desconto de cheque subiram!

E se você está impressionado ou foi prejudicado com isso é porque não tem acompanhado nossas análises ou não prestou atenção suficiente a elas. Já havíamos avisado sobre os riscos de algumas das principais modalidades de crédito.

Mas, tudo bem, já foi...

O negócio, agora, é ficar atento ao que está acontecendo e se preparar para o futuro.

E para ajudar nisso, trouxemos a primeira análise do ano sobre as taxas de juros. Nossos especialistas constataram que:

- As taxas do cheque especial passaram de 212,6% ao ano para 224,6%;

- As taxas do desconto de cheque saíram de 41,7% ao ano e passou para 42,5%.

Sabe o que isso quer dizer?

Quer dizer que quem apostou suas fichas nessas modalidades provavelmente está saindo no prejuízo. E se alguém disser o contrário, desconfie!

Muitas pessoas acreditam que só com a taxa Selic já é possível determinar a melhor modalidade, mas ela não é o único fator que afeta a precificação dos juros.

Um outro fator importante é a inadimplência!

Por isso, nossa equipe de especialistas utilizou dados do Banco Central para avaliar as melhores maneiras de nossos associados conseguirem créditos sem sofrer com as altas taxas do mercado. Você pode conferir o resultado desse estudo clicando aqui embaixo:

EU QUERO SABER A MELHOR MODALIDADE DE CRÉDITO!

Vale lembrar que todas as análises do Custo Certo são exclusivas de nossos associados. Se quiser ter acesso a elas e a muitos outros conteúdos, basta se associar.

Fique atento aos nossos conteúdos para nunca mais pagar taxas abusivas.

Assessoria técnica
FecomercioSP

Atenção: as empresas representadas pelos sindicatos filiados à FecomercioSP, após o cadastramento, estarão aptas a usufruir, na condição de beneficiárias, dos produtos e serviços ofertados pela Entidade, vide regulamento .

Dúvidas sobre a associação?
Entre em contato pelo e-mail: negocios@fecomercio.com.br
pelo telefone: 3254-1700
ou pelo WhatsApp: (11) 97332-6448

Nenhum comentário

Deixe um comentário